Sargento da PM é baleado no peito em suposta saidinha de banco em Nova Serrana

Um sargento da Polícia Militar, de 46 anos, pode ter sido vítima de uma saidinha de banco, na tarde desta sexta-feira (31), no bairro Jardim do Lago, em Nova Serrana, no Centro-Oeste de Minas. O militar foi baleado no peito e teve que ser transferido para um hospital em Belo Horizonte. Ele trocou tiros com os suspeitos que, mesmo baleados, conseguiram fugir.
De acordo com a PM, o sargento saiu de casa para trabalhar e, no trajeto, passou em uma agência do Itaú, na avenida Dom Cabral, para sacar dinheiro. Segundo a polícia, o militar retirou cerca de R$ 2 mil. Ele estava armado, de carro e à paisana.
Ao deixar o banco, a vítima foi surpreendida por dois homens em uma motocicleta. Eles atiraram no sargento que, mesmo baleado, revidou e atingiu os assaltantes. Houve trocas de tiros, mas nenhum pedestre foi atingido. Os suspeitos fugiram, não foram identificados e estão foragidos.
O militar foi socorrido e levado para a unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Serrana. Ele passou por exames preliminares e foi transferido, de helicóptero, para Belo Horizonte. O estado de saúde dele é estável e não há risco de morte.
A PM realizou buscas na região na tentativa de encontrar os assaltantes, que seguem foragidos. O dinheiro sacado pelo sargento não foi levado pelos criminosos. A PM trabalha com a hipótese de saidinha de banco, já que a vítima foi abordada ao sair de uma agência.
Motocicleta abandonada
Ainda conforme informações da PM, a moto usada pelos criminosos foi encontrada abandonada próximo à MG-494. Um capacete sujo de sangue também foi encontrado ao lado do veículos.
Segundo populares, um veículo Monza, de cor preta, foi visto nas imediações da rodovia em alta velocidade. O carro ainda não foi encontrado.

Armado de pistola 765 homem pula na galeria da Gerasa para fugir da PM

KR

Deliano Alves dos Santos, de 20 anos, conduzia a moto
IPATINGA - Dois jovens foram detidos pela Polícia Militar no fim da tarde dessa quarta-feira (29), na Avenida Gerasa, no Bairro Canaã. Eles estavam em uma motocicleta e tentaram fugir da polícia, mas acabaram capturados. Com eles foi apreendida uma pistola semi-automática. 

Durante patrulhamento na Avenida Minhas Gerais, Bairro Canaã, policiais do Giro depararam com o veículo Honda 125 Fan, placa HKD-2216, conduzida por Deliano Alves dos Santos, de 20 anos, com Douglas Elias Ribeiro, de 25 anos, na garupa. Assim que receberam ordem de parada dos policiais eles fugiram em alta velocidade, sendo acompanhados visualmente pela equipe da Polícia Militar. 

A motocicleta entrou na Avenida Gerasa, sentido ao Bairro Canaãzinho, e diminuiu sua velocidade. Nesse momento o passageiro, Douglas Elias, saltou do veículo, deixando cair uma pistola semi-automática calibre 7,65, municiada e com a numeração raspada. Na tentativa de fugir da polícia Douglas pulou dentro da galeria da Avenida Gerasa, que tem cerca de 3m de profundidade, e correu em sentido ao Bairro Cidade Nobre. Ele foi perseguido e acabou capturado.  

AKR

Douglas Elias Ribeiro, de 25 anos, tentou fugir pulando em uma galeria
Deliano Alves continuou em fuga na motocicleta, sentido ao Bairro Canaãzinho, mas acabou sendo abordado e preso por militares do Giro. Foram lavrados autos de infração de trânsito e a motocicleta foi recolhida para o pátio credenciado. Deliano tentou assumir a posse da arma para inocentar Douglas, que já tem uma extensa ficha criminal. Ele e Douglas foram encaminhados para a delegacia, juntamente com a arma e as munições apreendidas.

SARGENTO É BALEADO EM NOVA SERRANA


No início da tarde desta sexta-feira, um sargento da Polícia Militar de Nova Serrana foi baleado na Rua Duque de Caxias, no centro da cidade. Segundo testemunhas, foram cerca de seis tiros disparados contra o militar que foi socorrido e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ele não estava em serviço e conduzia uma motocicleta. Mais informações a qualquer momento. 
Jornal Gazeta Nova Serrana.

Três militares mortos em acidente de Nova Serrana

PREFEITO DECRETA LUTO OFICIAL

O Prefeito de Nova Serrana, Paulo Cesar de Freitas, decretou luto oficial em todo o município de Nova Serrana por 3 dias, devido ao falecimento de Policiais Militares que serviam na 28ª Cia de Policia Militar Independente em Nova Serrana. O velório deve começar às 13h na sede do 7° Batalhão da Polícia Militar em Bom Despacho.
Jornal Gazeta de Nova Serrana. Leia, assine, anuncie: 3226 8787 - assinaturas@gazetans.com.br

PM atira em assaltante para defender a honra do cidadão Paulistano.

ARQUIVO:

PMs são condenados por homicídio, mas vão cumprir pena em liberdade

Segundo TJMG, decisão é de primeira instância e dela cabe recurso.
Crime aconteceu em 2003, no bairro Primeiro de Maio, em Belo Horizonte.

Do G1 MG
Comente agora
Três policiais militares acusados de homicídio e tentativa de homicídio foram condenados em júri popular a pena de um ano e oito meses de detenção em regime aberto, na noite desta terça-feira (28), em Belo Horizonte. O crime aconteceu em novembro de 2003, no bairro Primeiro de Maio, na Região Norte da capital mineira. De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), o juiz que presidiu o julgamento, Ronaldo Vasques, afirmou que eles vão recorrer em liberdade porque são réus primários, tem bons antecedentes e, durante o processo, compareceram a todos as ações processuais para as quais foram intimados.

A decisão é de primeira instância e dela cabe recurso. Segundo o TJMG, durante o período da pena, eles não podem se ausentar da comarca, devem se apresentar mensalmente à Justiça e terão de prestar serviços à comunidade ou a entidades públicas. Estes serviços devem ser cumpridos durante uma hora por dia, não atrapalhando o horário de trabalhos dos militares.

O G1 entrou em contato com a assessoria da Justiça Militar para saber a situação dos policiais perante a corporação, mas, até o horário de publicação, desta matéria não havia recebido resposta.

Eles foram julgados pela morte de um jovem e pela tentativa de homicídio de outros dois. Na época do crime, os jovens que estavam no carro onde a vítima foi morta contaram que estavam dando uma volta no veículo, quando foram abordados pelos militares em uma viatura. Eles afirmaram que não tinham carteira de habilitação e nem a documentação do carro, que era da mãe de um deles.
Com medo, os três fugiram e foram perseguidos. Durante a perseguição, os militares teriam atirado várias vezes contra o carro, que acabou batendo.

Já os policiais, contaram que o veículo estava parado em um local de alto índice de criminalidade e, quando o carro da polícia se aproximou dos jovens, eles fugiram em alta velocidade. Os militares afirmaram que atiraram em legítima defesa e os disparos foram em direção ao pneu do veículo. Segundo eles, a intenção não era atingir os três.

Pastor cheirador


Pastor Lucinho, da Igreja da Lagoinha, faz evento às quartas, em Vila Velha.
Presidente da Missão Praia da Costa afirma que intenção é atrair jovens.

Amanda Monteiro*Do G1 ES
473 comentários
A imagem do pastor Lúcio Barreto, mais conhecido como Lucinho, "cheirando" a Bíblia no convite para um culto de jovens na Igreja Missão Evangélica Praia da Costa, em Vila Velha, no Espírito Santo, gerou polêmica nas redes sociais e fora dela, nesta terça-feira (28), por conta de uma alusão ao consumo de drogas.
O pastor é da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, e há três anos prega na igreja em Vila Velha, no culto 'Quarta Louca por Jesus', às quartas-feiras. "O pastor Lucinho tem um projeto especial com a juventude. A ideia da imagem é mostrar que a Bíblia dá mais prazer do que qualquer droga. Nosso objetivo não é alcançar os já cristãos. É alcançar os que estão longe. Tirar as pessoas do lugar onde a maioria está, nas drogas, no vício, para dentro dos princípios de Deus, onde há prazer e alegria de verdade", afirma o pastor presidente da Missão Evangélica Praia da Costa, Simonton Araújo.
Pastor Lucinho aparece 'cheirando' Bíblia em convite a culto (Foto: Missão Evangélica Praia da Costa/Divulgação)Pastor Lucinho aparece 'cheirando' Bíblia em convite a culto (Foto: Missão Evangélica Praia da Costa/Divulgação)
Nas redes sociais, a foto foi compartilhada por pessoas de diferentes religiões, algumas fazendo trocadilhos como "carreira gospel" e "ao pó voltarás". Muitos cristãos criticaram a foto por entender que a imagem associa o Evangelho com o vício ou as drogas.

Caminhão não consegue subir rua e fica em posição nada comum em MG


Empresário registrou acidente inusitado em Sabará.
Moradores usaram escada para resgatar motorista.

Davidson Luiz Pereira LopesInternauta, Sabará, MG
6 comentários
Internauta registrou acidente inusitado em Sabará. (Foto: Davidson Luiz Pereira Lopes / VC no G1)Internauta registrou acidente inusitado em Sabará.
(Foto: Davidson Luiz Pereira Lopes / VC no G1)
Um caminhão-caçamba ficou em uma posição nada comum após um acidente, na tarde desta terça-feira (28), no bairro Novo Alvorada, em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O empresário Davidson Luiz Pereira Lopes, que mora na rua em que aconteceu o acidente, conta que o motorista não conseguiu subir a via, que é íngreme. O internauta diz que tomou um susto ao ver o veículo, depois de ter tombado 90º. “O que esse caminhão está fazendo de perna para o alto?”, pensou. Ele enviou fotos do acidente para o VC no G1.

De acordo com o internauta, o condutor ficou preso na cabine do caminhão e foi resgatado por moradores. “Pegamos uma escada para ele descer”, relatou. Apesar do acidente, segundo Davidson Lopes, o motorista não teve ferimentos.

Nota da redação: O Corpo de Bombeiros confirmou que o condutor do caminhão-caçamba não ficou ferido. A Polícia Militar (PM) foi acionada para controlar o trânsito no local. Segundo a corporação, houve vazamento de óleo e o caminhão ficou próximo à rede elétrica. Por volta das 15h40, o veículo foi removido da rua. A PM não soube informar se a documentação do veículo e do motorista estava em dia.
Caminhão tomba e fica em posição nada comum em Sabará. (Foto: Davidson Luiz Pereira Lopes / VC no G1)Segundo a PM, caminhão-caçamba ficou próximo à rede elétrica. (Foto: Davidson Luiz Pereira Lopes / VC no 

Dois militares do Gate são presos por morte de suspeito de chacina


http://www.otempo.com.br/noticias/img/noticias/foto_27082012230715.jpgForam presos na noite desta segunda-feira (27) dois policiais do Grupamento de Ações Táticas Especiais (Gate) que participaram da morte de Rodrigo Luiz Marques Cerqueira, de 22 anos, que teriam disparado contra Cerqueira.

Segundo o tenente-coronel Marcelo Vladimir Correa, a prisão é rotineira, em casos com vítimas, e os militares agiram em legítima defesa. Agora, os militares ficarão a disposição da Justiça Militar até a conclusão das investigações. Enquanto isso, os policiais ficarão presos na sede do Gate realizando servisos administrativos.

Entenda o caso:

Quatro pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas, após dois homens fortemente armados invadirem o estabelecimento comercial e atirarem várias vezes contra um homem de 28 anos, que está entre os mortos. O alvo dos bandidos, que era foragido da Justiça, tinha passagem pela polícia por prática de homicídio.

Um dos criminosos, Rodrigo Luiz Marques Cerqueira, 22 anos, também morreu. O outro bandido conseguiu fugir com o auxílio de uma motocicleta. A dupla de criminosos chegou a atirar contra os policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), que revidaram e mataram o homem de 22 anos. O jovem estava na garupa da motocicleta.

Momentos depois do crime, testemunhas informaram aos militares do 16º batalhão que a dupla estava armada com pistolas nove milímetros e que o crime pareceu ser um acerto de contas, já que o alvo foi diretamente procurado. Conforme investigações iniciais, o crime foi motivado por disputa de ponto de tráfico de drogas entre integrantes de gangues rivais.

Entre os feridos, um corre risco de morte. As vítimas estão internadas no Hospital Municipal Odilon Behrens e no Hospital Pronto Socorro João XXIII.

Uma susbmetralhadora espalhola de uso exclusivo das Forças Armadas foi apreendida.

Os corpos dos mortos foram encaminhados ao Instituto Médico Lega (IML) da capital mineira.

Conforme a PM, os mortos são Vitor Leonardo dos Santos Souza, 28, o alvo dos bandidos, Rodrigo Luiz Marques Cerqueira, de 22 e um dos criminosos, Mara Lúcia da Silva, 28, e Cézar Augusto dos Santos Brito, 22. Entre as vítimas que sobreviveram, está Heloá Alves de Oliveira, 22, Carlos Martins Dias, 29, Otávio Henrique Caldas, 29, e Kelly Pipper de Souza, 25.

Na hora do tiroteio, o restaurante, onde era realizado um show de pagode, estava lotado. O estabelecimento comporta até 300 pessoas e, conforme a vizinhança, é um ambiente muito familiar.
 
OTempo 

Três policiais militares acusados de matar um jovem em 2003 são julgados


Começou, na tarde dessa terça-feira (28), o julgamento de três policiais militares acusados de matar um adolescente há aproximadamente dez anos, em Belo Horizonte.
Eles estão sendo julgados pela morte do estudante Salmem Amorim Hermes e por lesão corporal grave contra  Bruno Soares, amigo de Salmem.
Os acusados Darlan Teixeira de Barros, Wander Aparecido de Oliveira e Mozart Marcos Pompeu estão sendo julgados por um júri popular composto por sete pessoas no Fórum Lafayette, no bairro Barro Preto, na região Centro-Sul da capital. 
Segundo a assessoria de imprensa do Fórum, já foram ouvidos os dois homens que estavam no carro com a vítima, como testemunhas de acusação, e dois militares como testemunhas de defesa. Agora, os réus estão sendo ouvidos. A expectativa é que o julgamento continue durante a noite. 
Relembre o caso 
O fato aconteceu, no dia 27 de novembro de 2003, durante uma suposta abordagem a um motorista sem carteira de habilitação. Três homens, que na época ainda eram adolescentes, estavam dentro do veículo.
O carro foi perseguido e alvejado pelos militares. Segundo consta no processo, quando o carro foi interceptado , os então estudantes foram brutalmente agredidos. 
Atualizado às 18:14.

Polícia, MP e Justiça discutem assaltos a postos de gasolina

Última semana registrou quase um roubo por dia; número já preocupa autoridades policiais
A forma como os bandidos atacam quase sempre é a mesma: utilizando uma motocicleta    (Foto: Monitoramento interno)

IPATINGA – Os assaltos a postos de combustíveis, crime que voltou a rondar o Vale do Aço, está na pauta da reunião desta terça-feira, dia 28, do Integração da Gestão em Segurança Pública (IGESP). O encontro, programado para começar às 9h da manhã, reunirá representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Ministério Público e Judiciário. Dentre vários assuntos relacionados à segurança pública do Vale do Aço, o grupo irá discutir formas de inibir roubos contra os postos de gasolina. 
Após um período de trégua, bandidos voltaram a atacar os estabelecimentos. Somente dos dias 18 a 26 de agosto deste ano, foram sete roubos. Em um dos casos – ocorrido na semana passada -, um mesmo estabelecimento foi assaltado duas vezes em menos de 48 horas. A forma como os bandidos atacam quase sempre é a mesma: geralmente em dupla e em uma motocicleta, os ladrões entram no posto, o carona aponta o revólver para a vítima, pega o dinheiro e depois os assaltantes fogem. A ação é rápida.
O comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, Tenente-Coronel Francisco Assis, disse que já intensificou a atuação com o patrulhamento do Giro – policiais fortemente treinados para a captura de assaltantes. “Isso porque em 90% dos assaltos são utilizadas motocicletas. Então por isso nós colocamos mais motocicletas do Giro para fazer o patrulhamento, além do nosso serviço de inteligência, que tenta identificar os autores para que a prisão seja efetuada”, afirma o comandante. 

CÂMERAS
A maioria dos postos assaltados possui sistema de monitoramento interno equipado com câmeras. A ação dos bandidos é gravada, mas nem sempre com a nitidez necessária para identificar os autores. Mesmo assim, o comandante acrescenta que os equipamentos são fundamentais para inibir a modalidade criminosa. “Mesmo que as cenas não sejam tão nítidas, quando chegam a aparecer nos jornais, uma quadrilha que é contra a outra consegue identificar os marginais, mesmo de capacete e roupas escuras, e aí eles acabam denunciando”, considera o oficial. 
Áreas muito grandes, abertas, e às vezes muito próximas de rodovias, fazem com que os postos de combustíveis sejam alvos fáceis. Por isso, a orientação da Minaspetro é sempre a mesma: deixar pouco dinheiro em caixa, manter uma boa iluminação nos locais, câmeras de segurança e evitar o transporte inseguro de dinheiro. O comandante não descarta a possibilidade de os postos de combustíveis estarem sendo assaltados por bandidos antigos na modalidade. “A gente não pode falar com certeza, mas uma das explicações é que aqueles que no passado cometeram esses crimes, já cumpriram a condenação, estão soltos e voltaram a praticar esses roubos. É uma hipótese, não posso afirmar isso”, completa. 

MOTOCICLETAS
Outra ação da Polícia Militar para coibir qualquer tipo de assalto é a atenção redobrada para os roubos e furtos de motos, principalmente as modelos Tornado e Falcon. Quando esse tipo de crime ocorre, uma ordem é dada a todos os patrulheiros para redobrarem a atenção, no sentido de precaver possíveis assaltos. 

ÚLTIMA
Uma das últimas ocorrências desta natureza ocorreu na noite de domingo (26). De acordo com relato da PM, por volta de 23h, um indivíduo em uma moto entrou em um posto localizado na avenida Monteiro Lobato, no bairro Cidade Nobre. De capacete vermelho e calça jeans, o homem parou a moto, levantou a camisa mostrando a coronha de uma arma de fogo e anunciou o assalto. 
Ainda conforme relatório da polícia, o frentista disse que o bandido ainda ameaçou atirar e imediatamente entregou-lhe R$ 60 em dinheiro. O ladrão fugiu em direção ao bairro Esperança.


Segundo a PM, um ladrão em uma moto assaltou
um posto no bairro Cidade Nobre no fim de semana

Buscas por restos mortais de Eliza em sítio são encerradas

A propriedade era do goleiro Bruno, e foi vendida há seis meses. Uma denúncia anônima à polícia feita pelo Disque-Denúncia informava que havia uma ossada próxima à entrada do sítio, entre duas palmeiras. Nada foi encontrado no local escavado
Escavação no sítio que pertenceu ao ex-goleiro Bruno

BELO HORIZONTE - O Corpo de Bombeiros encerrou, na tarde desta terça-feira (28), as buscas pelo corpo de Eliza Samudio em um sítio em Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A propriedade era do goleiro Bruno, e foi vendida há seis meses. Uma denúncia anônima à polícia feita pelo Disque-Denúncia informava que havia uma ossada próxima à entrada do sítio, entre duas palmeiras. Nada foi encontrado no local escavado. 
De acordo com o delegado regional em Ribeirão das Neves e Esmeraldas, Hamilton Figueiredo, as buscas não devem ser retomadas sobre esta denúncia. “Nossos trabalhos estão encerrados”. Segundo o delegado, também não é possível afirmar se a denúncia era um trote.

ESCAVAÇÃO
A escavação foi feita com picaretas, no ponto indicado pelo denunciante. O advogado do novo dono do sítio, Rodrigo Miranda, disse ao G1 que a autorização para escavação foi dada pelo seu cliente. O defensor ainda disse que as informações da denúncia eram vagas quanto à exatidão do local onde estaria o corpo. 
Agentes da Polícia Militar (PM), da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros estiveram no condomínio do sítio que pertencia ao goleiro Bruno Fernandes na noite de segunda-feira (27), após a denúncia, mas não puderam entrar pela falta de mandado de busca de apreensão.
Eliza Samudio era amante do jogador e, segundo denúncia do Ministério Público de Minas Gerais, foi morta em junho de 2010. O corpo nunca foi localizado.

CASO
O goleiro Bruno Fernandes e mais sete réus foram pronunciados a júri popular no processo sobre o desaparecimento e morte de Eliza Samudio, ex-namorada do jogador. Para a polícia, Eliza foi morta em junho de 2010 na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e o corpo nunca foi encontrado.
Após um relacionamento com o goleiro Bruno, Eliza deu à luz um menino em fevereiro de 2010. Ela alegava que o atleta era o pai da criança. Atualmente, o menino mora com a mãe da jovem, em Mato Grosso do Sul. (Fonte G1)

PM de Itabira prende quadrilha de BH e recupera produtos roubados

Polícia
Os militares usaram uma carreta para cercar a rota de fuga dos bandidos.
28/08/2012 

ITABIRA (MG) – uma quadrilha de seis integrantes foi presa por policiais militares de Itabira, após dois assaltos e uma tentativa de fuga frustrada. Os PMs usaram uma carreta atravessada na pista, para dar fim à fuga dos criminosos.
Por volta das 16h desta terça-feira dia 28 de agosto, a Central da Polícia Militar recebeu uma denuncia de que havia acabado de ocorrer um assalto em uma mercearia, na avenida Cauê, bairro Campestre, a informação foi repassada aos policiais nas ruas, que iniciaram rastreamento pela cidade.
O denunciante disse que os bandidos haviam fugido no Fiat Siena Prata, placa HIK-7861, de Belo Horizonte. O Tático Móvel do sargento Rogério Lage, cabo Gomes e soldado Sá, deparou com o veiculo suspeito minutos após o crime, em um trevo da Estrada 105, na vila Amélia e foram atrás do veiculo, cujo motorista aumentou a velocidade quando entrou na rodovia AMG-900, sentido Belo Horizonte.
Os PMs pediram um cerco bloqueio no bairro Conceição, então o sargento Pinheiro, cabo Ronaldo e Soldado Almeida pediram a um motorista, que atravessasse sua carreta no trevo da rodovia.
Quando os bandidos chegaram ao local, foram impedidos de prosseguir devido ao bloqueio, então tentaram fugir de marcha ré, sendo detidos pelos militares.
Além do motorista Daniel Gomes de Melo, 27 anos, no carro havia outros dois homens e três mulheres, sendo uma delas, moradora do bairro Gabiroba em Itabira.
Os bandidos confirmaram o assalto e confessaram que invadiram uma casa próximo ao Parque de Exposições, onde deixaram cinco reféns amarrados e levaram objetos da casa, sendo um deles, um revólver. Os reféns foram libertados por policiais militares.
Com os suspeitos foi apreendido um revólver calibre 32 e outro calibre 22, ambos municiados, uma espingarda de chumbinho, uma TV de plasma, bebidas e diversos outros objetos. Também foi apreendido R$ 1.250 em dinheiro, notas de dólar e euro, além de dois cheques.
Os suspeitos foram levados à Delegacia de Polícia Civil de Itabira, onde foram levados também os produtos recuperados. O veiculo  que pertence a uma locadora de BH, foi apreendido e rebocado ao pátio credenciado.
FABIANO PALAURO - FATOSDEMINAS 

Polícia Militar vai implantar Patrulha Rural em Itabira


http://3.bp.blogspot.com/-nqaW80jvMf8/TYur_eq4n2I/AAAAAAAAFPU/YkGrEBAWs6U/s1600/SSP1.jpgPor meio de um convênio firmado com a Vale no ano passado, o 26º Batalhão de Polícia Militar receberá uma viatura, tipo picape, para implantar em Itabira a Patrulha Rural. Segundo o comandante do Batalhão, tenente-coronel Edvânio Rosa Carneiro, a equipe já está sendo selecionada e ficará exclusivamente dedicada à prevenção e repressão de crimes nas localidades rurais do município.

“As nossas viaturas hoje infelizmente não têm condições de dar segurança plena, porque no momento em que ela está deslocando, pode haver um chamado para atender a uma ocorrência na zona urbana,” afirma o comandante. Com o novo veículo, com condições de transitar até nas estradas mais difíceis, o patrulhamento será bem mais eficaz.

Alguns municípios da região com extensa área rural, como Ferros e Santa Bárbara, possuem a Patrulha Rural, que atua no enfretamento a crimes como furtos e arrombamentos. Segundo Edvânio, a seleção criteriosa dos policiais é importante devido ao perfil necessário para estabelecer uma relação de confiança com os moradores das mais remotas localidades. “Conhecendo a gente pode confiar”, ressalta.
 
PMMG - Foto Ilustrativa- WWW.ITABIRANET.COM

Veja as fugas mais inusitadas de presídios brasileiros

 
 
 Um dos traficantes mais perigosos do agreste de Alagoas tentou fugir da cidade de Penedo vestido de mulher, em abril deste ano. Segundo a Polícia Civil, uma moto o aguardava do lado de fora da delegacia para ajudar na fuga. Ronaldo Silva, de 39 anos, chegou a sair na rua, mas foi recapturado depois que um investigador suspeitou da maquiagem forte que ele usava e da forma desajeitada de andar

Tiroteio deixa seis mortos em Belo Horizonte, segundo a Polícia Militar

14 pessoas foram feridas, segundo PM; testemunhas dão conta de 16 feridos.
Briga entre gangues teria dado início ao conflito.

Do G1 MG

Um tiroteio deixou seis pessoas mortas na noite deste domingo (26) no bairro São Geraldo, na Região Leste de Belo Horizonte, segundo a Polícia Militar (PM). De acordo com a corporação, 14 pessoas ficaram feridas no conflito. Já testemunhas dão conta de que ao menos 16 pessoas foram feridas.
Uma briga entre gangues teria dado início ao tiroteio, que começou na porta de um restaurante, localizado na Avenida Itaité. Ainda conforme informou a PM, dois homens de moto chegaram ao local atirando. Durante o tiroteio, um deles foi atingido e o outro fugiu.
Segundo a polícia, uma submetralhadora de 9 milímetros, de uso restrito das Forças Armadas, era usada pelo suspeito, que foi atingido por disparos. Ele foi socorrido para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, na capital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A arma foi apreendida pela polícia.
Pessoas que não tinham ligação com as gangues também foram atingidas por disparos. Um cliente do restaurante que conseguiu escapar relatou que o estabelecimento estava cheio no momento do tiroteio. As vítimas também foram levadas para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, três delas em estado grave. Nenhum representante da unidade de saúde foi encontrado para informar o estado dos feridos.
Os corpos das seis pessoas que morreram foram encaminhadas para o Instituto Médico Legal (IML). Ainda de acordo com a polícia, até a publicação desta reportagem ninguém havia sido preso.

Policial fica ferido em tumulto na chegada do time do Atlético-MG

Jogo em Belo Horizonte tem apenas a presença de torcedores cruzeirenses.
Time rival foi recebido com latinhas no estádio Independência.

Do G1 MG
1 comentário
Um policial militar foi ferido no rosto durante tumulto na chegada dos jogadores do Atlético-MG ao estádio Independência na tarde deste domingo (26). Ele foi atingido por objetos jogados por torcedores cruzeirenses e teve um corte abaixo do olho. O Cruzeiro, com torcida única no estádio, enfrenta o Atlético-MG pelo Campeonato Brasileiro. De acordo com Polícia Militar, o ônibus do time atleticano foi alvo de latinhas e garrafas arremessadas. Um fotógrafo que trabalha na cobertura do jogo também foi atingido, mas não teve ferimento aparente.
O empurra-empurra aconteceu por volta das 17h30. Para conter os torcedores, a Polícia Militar disse que foi preciso usar bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral. A torcida derrubou os gradis que cercavam a entrada dos ônibus dos atletas e atirou as barreiras de metal contra os militares. Na confusão, uma pessoa foi detida.
Mais cedo, por volta das 16h20, quatro pessoas foram detidas após um disparo ter sido feito contra um grupo de cerca de 50 cruzeirenses que seguiam para o estádio Independência, em Belo Horizonte. De acordo com o tenente-coronel Alberto Luiz, assessor de comunicação da corporação, um quinto suspeito teria dado o tiro e é procurado. O grupo responsável pelo disparo estava em motos, segundo relato de testemunhas aos militares. Ninguém ficou ferido.

Os torcedores do Cruzeiro estavam na Avenida Abílio Machado, no bairro Alípio de Melo, Região Noroeste da capital, quando foram ameaçados. Eles aguardavam o ônibus para se deslocarem até o estádio, segundo a polícia.

A PM informou que os quatro detidos disseram ser torcedores do Atlético-MG. O que conseguiu escapar não teve o nome divulgado, mas, segundo o tenente coronel, tem ligação com a diretoria de uma torcida organizada do Atlético-MG. As prisões foram feitas por policiais que reforçam a segurança para o jogo. Segundo a PM,  a ocorrência foi registrada como disparo de arma de fogo em via pública, e o caso vai ser encaminhado para a Polícia Civil.

Polícia Militar registra mais uma tentativa de homicídio na madrugada deste domingo

Thales Benício
Um menor de 15 anos está sendo acusado de tentar contra a vida de Douglas Andrade Marques, 20 anos, na madrugada deste domingo, 26 de agosto. O crime aconteceu na Rua Gaivota, no Bairro Pedreira, o menor efetuou um disparo que acertou a cabeça da vítima.
De acordo com a Polícia Militar, o motivo do crime ocorreu devido a uma discussão que os envolvidos tiveram, o menor teria tentado agarrar a namorada da vítima, a menina disse aos policiais que após a briga, o menor pegou o revólver com um rapaz e efetuou dois disparos em direção a Douglas, mas não conseguiram acerta a vítima.
Em seguida, não satisfeito o menor efetuou mais um disparo e acabou acertando a cabeça de Douglas Marques, que foi socorrido ao pronto socorro municipal por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Devido a gravidade dos ferimentos a vítima foi transferida para o Pronto Socorro do Hospital João XXIII, em Belo Horizonte.
O perito Érico Matos da Polícia Civil compareceu ao local e realizou os trabalhos de praxe. Policiais militares fizeram um intenso rastreamento nas imediações, mas o menor infrator não foi encontrado pela polícia.
ItabiraNet.com

“O problema mais grave da segurança pública" - A impunidade!

COMANDANTE DO 14º. BPM FALA SOBRE O PROBLEMA CRÔNICO DA REGIÃO EM ENTREVISTA PARA O JORNAL VALE DO AÇO 



Tenente Coronel Assis Comandante do 14º. BPM de Ipatinga
IPATINGA - Um adolescente de 15 anos atacou um transeunte no início da tarde dessa sexta-feira (24) no Bairro Esperança. Ele arrancou um cordão de ouro do pescoço da vítima e fugiu. A PM, em uma ação rápida, conseguiu localiza-lo e recuperar o cordão roubado. Esse adolescente é conhecido no meio policial pela pratica de roubos, inclusive a mãe armada, e chegou a ser internado provisoriamente em um centro para menores infratores em Belo Horizonte, em junho desse ano. Novamente ele foi apreendido e encaminhado para delegacia. 

“Talvez o problema mais grave da segurança pública no Vale do Aço seja a ausência de um centro para internar os adolescentes infratores, o que acaba ensejando a total impunidade desses menores”, a fala é do tenente coronel Francisco de Assis Oliveira, comandante do 14º BPM de Ipatinga, que conversou com a reportagem do JORNAL VALE DO AÇO sobre esse problema crônico da região.  “Em uma reunião realizada em Belo Horizonte, o comandante da 12ª Região de Polícia Militar, Coronel Henrique Guimarães, juntamente com o chefe do 12º Departamento de Polícia Civil, Dr. Walter Felisberto, conseguiram, junto a Secretaria de Defesa Social, a destinação de algumas vagas para internação de menores infratores do Vale do Aço” relatou o militar.

“...Essa resposta do Estado
deve ser pedagógica, para
mostrar que não vale 
a pena fazer coisa errada”
Tenente Coronel AssisComandante do 14º. BPM de Ipatinga

“A polícia tem feito o monitoramento de vários adolescentes que realizam ações delituosas contra a população. É necessário que eles recebam uma ação de resposta por parte do Estado. Talvez uma resposta mais dura no início da vida criminosa desses infratores, como uma internação, pudesse reduzir a evolução desses jovens no crime. O envolvimento com o crime gera também o risco deles se tornarem vítimas. Existem desavenças, desacertos em relação a questões de drogas e outros crimes. O risco de eles serem assassinados é real” disse o tenente coronel. 

“Em uma reunião que aconteceu no ano passado no Forum de Ipatinga, com a presença de várias autoridades do Estado e do Município, foi discutida a questão dos menores infratores em Ipatinga. Nós apresentamos 12 adolescentes profundamente envolvidos com atos infracionais. Naquela oportunidade mostramos que, além de atores praticantes de atos infracionais, eles eram também vítimas em potencial. Dos 12 adolescentes que apresentamos naquela época, três já foram assassinados. Sem sombra de dúvida precisamos resolver definitivamente o problema de um local para internação desses adolescentes aqui no Vale do Aço. Existe uma sinalização do Governo do Estado para a construção de um centro, que será no município de Santana do paraíso num terreno doado pela Cenibra, uma ação efetiva das lideranças municipais, em especial do Coronel Henrique. Esse centro deverá ficar pronto no ano de 2015”. 

“Existe outro trabalho para estabelecer um centro provisório de internação, que funcionará no Centro de Ipatinga. A promessa do Governo do Estado é que, dentro de poucos meses, teremos um centro provisório com cerca de 40 vagas. Além de resolver o problema dos infratores contumazes, evitando a reincidência deles no mundo do crime, precisamos dar exemplo para outros menores que assistem os atos desses adolescentes infratores. Essa resposta do Estado deve ser pedagógica, para mostrar que não vale a pena fazer coisa errada” concluiu o tenente coronel Assis.   

Muda a regra para apreensão de menor
O Superior Tribunal de Justiça mudou a regra para prisão de menores por tráfico de entorpecentes. A decisão do STJ, publicada no último dia 16, estabelece que, se o menor for detido por tráfico de drogas e não tiver passagem pela polícia, ele não deve ser obrigatoriamente internado. 

Perante a lei, a internação de menores só poderia ocorrer quando a infração for praticada com violência, quando houver reiteração criminosa ou descumprimento repetido de medida disciplinar anterior. No entanto, o comum é ver inúmeros adolescentes serem internados, mesmo sem ter cometido nenhum outro crime.

A medida visa reduzir o número de infratores internados e mesmo sendo uma decisão do Superior Tribunal de Justiça, ela não é unânime e tem gerado intensos debates entre profissionais que lidam diretamente com esses jovens.

82ª Cia continua com as ações na região dos motéis


AKR 

Na noite dessa sexta-feira (24) houve uma incursão da PM à região dos motéis, no Bairro Veneza, às margens da BR-381

IPATINGA - Cumprindo sua promessa o capitão Anderson, tão logo assumiu a 82ª Cia, tem agido de forma dura contra a criminalidade. Na noite de quinta-feira (23) o Bairro Planalto foi ocupado por militares que realizaram um pente fino, com batidas policiais e vistorias em bares. Todos que entravam e saiam do bairro eram abordados e vistoriados. Na noite dessa sexta-feira (24) houve uma incursão à região dos motéis, no Bairro Veneza, às margens da BR-381. Policiais militares abordaram pedestres e vistoriavam veículos, numa ação de combate à prostituição e ao tráfico de drogas. 

Carga de eletrodomésticos é roubada em ação ousada


AKR 

Bandidos deixaram parte da carga para trás
JOÃO MONLEVADE - Um caminhão carregado de eletrodomésticos foi tomado de assalto na noite dessa quinta-feira (23), na cidade de João Monlevade. O condutor do veículo foi sequestrado pelos assaltantes e só foi liberado depois que toda carga foi transferida para outro caminhão. 

M.F.S., de 29 anos, reside no Bairro Veneza, em Ipatinga, e trabalha para a empresa de transporte há cerca de dois meses. Ele relatou que, por volta das 20h, dois veículos, um Fiat pálio e um Fiat Uno, emparelharam com o caminhão que ele conduzia. Nos veículos haviam cerca de 10 homens fortemente armados. Eles exigiram que M.F.S. reduzisse a velocidade do veículo e abrisse os vidros.   

Sem que os veículos parassem, um dos assaltantes entrou no caminhão pela janela do carona e ordenou que seguissem viagem até o viaduto da Prainha, no município de Antônio Dias. Eles entraram no asfalto antigo da BR-381, onde outro caminhão de carga esperava. Os bandidos emparelharam as traseiras dos dois veículos e utilizaram correntes de aço com ganchos para arrebentar a porta do caminhão conduzido por M.F.S. Em seguida passaram parte da carga para o segundo caminhão.

AKR 

Foram usadas correntes de aço para arrombar as portas traseiras do caminhão
Uma empresa do Rio Grande do Sul, que monitorava o sistema de rastreamento do caminhão, acionou o proprietário, relatando que o veículo havia parado que seu baú estava aberto. A operadora de segurança apontou o local exato onde o caminhão estava parado. O proprietário acionou a Polícia Militar, que foi até o local. 

Segundo relato de M.F.S., os bandidos diziam todo tempo que não iria matá-lo, caso ele não reagisse. Depois de mover a carga, eles colocaram o motorista dentro de um automóvel e o abandonaram em Betim, na grande BH. A perita criminal Cristina Penha esteve no local e vistoriou o caminhão. A mercadoria era composta de eletrodomésticos destinados às três lojas do Magazine Luiza do Vale do Aço.