MOMENTO CÔMICO


PM acha lista de policiais marcados para morrer em ação em favela de SP


A Polícia Militar de São Paulo encontrou uma lista, feita por criminosos de uma facção, com nomes de policiais militares e policiais civis marcados para morrer. Segundo informou nesta quarta-feira (31) o Comando de Policiamento da PM na capital, o documento foi apreendido dentro de uma mala juntamente com dois irmãos adolescentes no início da noite de terça-feira (30) durante a Operação Saturação na favela de Paraisópolis, na Zona Sul da cidade.

Também foi localizado o balanço da movimentação financeira do tráfico de drogas na região. O material deverá ser levado para a Polícia Civil, que investiga a onda de violência que assola o estado.
Os menores de idade detidos com a lista estavam tentando sair da comunidade. Desde segunda-feira (29), Paraisópolis foi ocupada por tempo indeterminado após o serviço de inteligência das forças de segurança do estado ter informações de que partiram dali as ordensde bandidos para matarem os agentes da lei.
Aproximadamente 40 nomes de policiais militares e outros dois de policiais civis estão na lista, escrita à mão pelos criminosos para ser repassada a outros integrantes da facção que age dentro e fora dos presídios paulistas. A ordem é matar dois policiais para cada criminoso morto. O motivo seriam execuções praticadas por PMs contra os criminosos.

Desde janeiro, 86 PMs já foram assassinados. Trinta e sete deles foram mortos com características de execução. Na maioria dos casos, os criminosos usaram motos para praticar os homicídios e fugir em seguida.

Brasil tem um policial assassinado a cada 32 horas


Um policial é assassinado a cada 32 horas no país, revela levantamento feito pela Folha nas secretarias estaduais de Segurança Pública.
De acordo com esses dados oficiais, ao menos 229 policiais civis e militares foram mortos neste ano no Brasil, sendo que a maioria deles, 183 (79%), estava de folga.
O número pode ser ainda maior, uma vez que Rio de Janeiro e Distrito Federal não discriminam as causas das mortes de policiais fora do horário de expediente. O Maranhão não enviou dados.

Policiais do DI são dispensados do serviço por falta de água potável


Pelo menos 200 policiais do Departamento de Investigações (DI), no bairro Lagoinha, na região Noroeste de Belo Horizonte, tiveram que ser liberados do trabalho na tarde desta quarta-feira (31) por falta de água nos quatro andares do prédio. A temperatura máxima em Belo Horizonte chegou a 37 graus segundo o 5º Distrito..
O prédio ficou sem água por causa da limpeza da caixa d´água iniciada nesta quarta pela manhã. Sem água potável até para beber, alguns policiais sentiram mal estar, motivo de a chefia do departamento ter feito a liberação. Nos prédios funcionam as delegacias de Homicídios, delegacia de Pessoas Desaparecidas.

Os funcionários da DI ligaram para a redação do Hoje Em Dia denunciando a falta de água. A mesma caixa fornece água para os presos do Ceresp do bairro São Cristóvão, que funciona ao lado do DI. Os presos já estão irritados com a falta dágua.

Abordagem policial causa confusão em Ipatinga

A polícia é sempre culpada, Soldado está preso!

DURANTE UMA ABORDAGEM POLICIAL ROTINEIRA, UMA EQUIPE DE POLICIAIS MILITARES FOI CERCADA POR POPULARES QUE PROTESTAVAM CONTRA A AÇÃO. POR POUCO A CONTENDA NÃO TERMINOU EM TRAGÉDIA 


AKR 

Cleber Horraine Andrade, de 18 anos, e seu irmão Cleiton Horraine Gomes Andrade, de 21 anos, conhecido como Toso
IPATINGA - Por volta das 22h30 desta segunda-feira (29), uma grande confusão tomou conta da Rua Hortência, no Bairro Esperança. Durante uma abordagem policial rotineira, uma equipe de policiais militares foi cercada por populares que protestavam contra a ação. Por pouco a contenda não terminou em tragédia. 

De acordo com o boletim de ocorrência, durante patrulhamento de rotina pelo local o sargento Sales e soldado Alessandro avistaram um menor de idade e Cleber Horraine Andrade, de 18 anos, em atitude suspeita próximo a uma ponte. No ato da abordagem o menor, que possui diversas passagens pela polícia por crimes diversos, teria jogado alguma coisa dentro do córrego. Enquanto os militares realizavam as buscas pessoais, várias pessoas chegaram interferindo na abordagem, buscando arrebatar os garotos da custódia dos militares. 

Nesse momento o menor fugiu correndo enquanto uma mulher loira, identificada como Raiane, junto de seu amásio Cleiton Horraine Gomes Andrade, de 21 anos, popularmente conhecido como Toso, irmão de Cleber, teria investido contra os militares tentando tomar a arma do Soldado Alessandro. Ele teria atacado os militares com socos e chutes, sendo necessário usar técnicas de imobilização para contê-lo.  

Segundo relato dos militares, o soldado Alessandro acabou cercado por várias pessoas, tendo sua algema tirada do cinto por Raiane. Cleiton teria reagido à ação militar, tentando tirar a arma do coldre do soldado Alessandro. O cordão de segurança da arma arrebentou e ela acabou disparando, acertando de raspão o dedo indicador de Cleiton, que disputava a arma com o Militar. 

Um grupo de pessoas aglomerou-se em torno da viatura, fazendo menção de tomar os dois conduzidos, inclusive lançando ovos contra os militares. Outras viaturas se deslocaram para o local conseguindo conter os populares e conduzir os militares e os jovens ao Hospital Municipal de Ipatinga. Cleiton e seu irmão Cleber foram presos em flagrante delito pelo crime de lesão corporal e resistência. O soldado Alessandro foi conduzido ao 14º BPM, e encontra-se à disposição do comandante da unidade para providências judiciárias militares. 

Testemunha ocular 
José Pires Cotta, de 52 anos, testemunhou toda ação. Ele relatou que os militares revistaram Cleber e não encontraram nada com ele, então começaram a estrangulá-lo. Cleiton, o irmão de Cleber, tentou intervir ao avistar a ação da PM, nesse momento sua mulher, Raiane, pulou no soldado Alessandro arranhando-o com suas unhas. Ele a teria empurrado, jogando-a contra o meio fio, onde ela desmaiou.

Cleiton Horraine Gomes Andrade, o Toso, segundo os arquivos do Jornal Vale do Aço, já tem passagem pela polícia por tráfico de drogas e é suspeito de um homicídio acontecido no dia 22 de março de 2010.

CABOS E SOLDADOS SERÃO PROMOVIDOS COM OITO ANOS: 1ª VITÓRIA DO CABO JÚLIO



Antes mesmo de tomar posse na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), CABO JÚLIO já conquistou sua primeira vitória. Fazendo oposição ferrenha à proposta de alteração na lei de promoções na Polícia e no Corpo de Bombeiros Militares apresentada pelo comando no dia 13 de agosto, CABO JÚLIO conseguiu que o governo revisse o projeto que garantirá a promoção dos Cabos e Soldados, por tempo de serviço de 10 anos, como é atualmente, para oito anos. A proposta foi apresentada na manhã desta segunda-feira (29/10) pelo Secretário de Estado de Governo, Danilo Castro. 
 
No dia 13 de agosto, CABO JÚLIO chegou a sair da reunião por não concordar, entre outros assuntos, com a exclusão dos cabos e soldados no anteprojeto apresentado.
 
Aguarde mais informações
 
Relembre o desabado do CABO JÚLIO no dia da reunião com o comando.CLIQUE AQUI

A TROPA DIZ NÃO!!!!!!!!!!




LEI DE PROMOÇÃO DEIXOU DE FORA CABOS E SOLDADOS!!!
EM ALGUNS ESTADOS O PERÍODO DE PROMOÇÃO É DE APENAS SEIS ANOS!!

CABOS E SOLDADOS REAGEM CONTRA ESSA PROPOSTA. 

NÃO VAMOS ACEITAR QUE OS CABOS E SOLDADOS SEJAM DISCRIMINADOS.

O BENEFÍCIO QUE DEVERIA SER PARA TODOS, DEIXA DE FORA A BASE DA TROPA. 

É PRECISO OLHAR PARA TODOS.
VAMOS NOS REBELAR CONTRA MAIS ESSA INJUSTIÇA. 

Nota do Cabo JúlioOntem a reunião das entidades e dos parlamentares com o Comando foi tensa, eu sai da reunião na metade, por que acho que algumas atitudes do Comando estão exacerbando sua competência. O Comando quer mudar o Código de Ética (que é uma lei, e só uma lei pode modificar outra lei) através de resolução. Querem voltar o cabresto contra nossos direitos duramente conquistados. O Militar é cidadão e querem nos tirar este direito. Agora esta proposta maluca que deixa os cabos e soldados de fora da diminuição do tempo de promoção. Todo mundo terá o tempo de promoção reduzido, porque Cb e SD não? isso não é discriminar a base da PM e BM? E vocês não sabem o que estava sendo programado, aumentar o tempo de interstício de ida a reserva após a promoção de 1 para 2 anos. É sempre assim, aquilo que parece bondade vem com uma maldade escondida. A nossa previdência própria se resolve com o governo cumprindo sua obrigação patronal, que não é cumprida e ninguém fala nada.
Duas coisas me irritam profundamente:
1) Coronel fazer discurso de "impacto na folha", de "aumento de despesa". Isso é problema do governo que a cada dia aumenta sua arrecadação. A Lei orçamentária do Governo de Minas prevê aumento de arrecadação de 11, 5% no orçamento do ano que vem.
2)  São os falsos assessores do Comandante Geral que com a gente falam uma coisa e na frente dele querem puxar-lhe o saco.
Reitero o meu mais profundo respeito pessoal ao Coronel Santana e ao Coronel Brito, mas estão muito mal assessorados.

O que devemos fazer:
1) Demonstrar internamente a insatisfação quanto a proposta discriminatória, por que por enquanto é só uma proposta inicial.
2) Se ainda assim o Comando insistir e enviar o Projeto de Lei a Assembléia Legislativa eu vou ao Governador mostrar que essa proposta pode gerar uma crise na PM e BM.
3) Se ainda assim insistirem vamos lotar a galeria da Assembléia Legislativa e mostrar aos deputados a nossa insatisfação e mostrar a eles que se aprovada assim a crise sera instalada.
4) Temos lá o Deputado Sargento Rodrigues, que é nosso representante para propor emendas para modificar o texto. 

EU NÃO PARTICIPO DE MAIS NENHUMA REUNIÃO COM O COMANDO, NÃO VOU COMPACTUAR COM ESSA DISCRIMINAÇÃO.

SE A DISCRIMINAÇÃO CONTINUAR VAMOS REAGIR. CB E SD PREPAREM-SE! 

CONCURSO PÚBLICO






CONCURSO PÚBLICO
29/10/2012 14h41
DA REDAÇÃO
Siga em: twitter.com/OTEMPOonline
Ilustração: google Images
O Governo de Minas autorizou nesta segunda-feira (29) a realização de concurso público para a Polícia Militar (PMMG) e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG). Serão 3.975 vagas para as duas corporações.
Conforme informações do Estado, o objetivo da abertura de novas vagas é ampliar segurança para a população mineira. Os militares também serão beneficiados por Projeto de Lei, encaminhado à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) nesta segunda, que institui o abono permanência, fortalece o Fundo Promorar e reduz prazos para promoção na carreira.
 
Com o concurso, as 3.975 novas vagas serão destinadas aos cargos de soldados da PM (1.700), soldados do CBMMG (800) e assistentes administrativos de nível médio (1.300) para atuar na área administrativa da PM. As demais vagas serão voltadas a profissionais de saúde para o Hospital da Polícia Militar e unidades do interior do Estado, sendo 115 cargos para tenentes do quadro de Oficiais de Saúde e 60 de soldado do quadro de Praças Especialistas em Saúde.
 
Carreira
 
Uma das novidades do PL é a fixação do corpo efetivo por três anos, até 2015. As leis anteriores fixavam o efetivo somente para o período de um ano, o que dificulta as adequações dos quadros para viabilizar novos ingressos e para realizar novas promoções na carreira.
 
A carreira ficará mais atrativa com o menor prazo para promoção e aumento da proporção de militares que podem fazer jus ao benefício. Fica preservado o modelo baseado no merecimento, essencial para a eficiência na prestação de serviços, além de manter o plano de carreira.
 
Para incentivar a permanência nos quadros, o PL propõe um abono para os militares estaduais que tenham completado as exigências para aposentadoria e façam a opção de permanecer em atividade. O abono permanência será equivalente a um terço dos vencimentos do militar e poderá ser concedido até a aposentadoria compulsória.
 
Fundo Promorar
 
O Governo de Minas também fortalecerá o Fundo Promorar – Programa de Apoio Habitacional dos Militares do Estado de Minas Gerais. O Projeto de Lei assegura o repasse de recursos do Tesouro do Estado para o Fundo nos próximos quatros anos. O Promorar é destinado ao financiamento para assistência à habitação a servidores militares segurados do Instituto de Previdência dos Servidores Militares do Estado de Minas Gerais (IPSM).
 
Em relação ao Instituto de Previdência dos Servidores Militares (IPSM), o projeto de lei propõe alterações na Lei nº 10.366/1990, para destinar parte dos recursos repassados pelo Executivo para proventos de reservistas e reformados, além da pensão e assistência à saúde já contemplados.
Com Agência Minas 
- Sgt Wellington - Colaborador

Homem é rejeitado pela mulher e agride filho de apenas um mês de vida

Populares despiram o rapaz e o agrediram, mas o autor conseguiu fugir.
29/10/2012 


SANTA MARIA DE ITABIRA (MG) – Filipe Darles de Oliveira, 20 anos, foi despido, depois violentado por moradores de Santa Maria de Itabira, após agredir seu próprio filho de apenas um mês de vida, porque a mãe da criança não queria reatar o namoro.
O fato ocorreu na noite deste domingo dia 28 de outubro, na rua Leon Procópio, no bairro Marilia Costa.
Segundo informações, Felipe Oliveira há cerca de quatro meses está em busca de reatar o namoro com a mãe de seu filho. Neste domingo o rapaz estava em mais uma tentativa frustrada de reatar e diante da recusa, pegou seu filho no colo, ameaçou matá-lo e começou a agredi-lo, mordendo o pescoço e apertando o corpo da criança que tem apenas um mês de vida.

Diante da agressão, parentes da mulher, despiram totalmente o rapaz, em seguida começaram a agredi-lo, mas Felipe Oliveira conseguiu fugir tomando rumo ignorado. 
A criança foi levada ao hospital da cidade, onde foi acompanhada pelo doutor Marcelino Jesus de Souza, que acompanhou a transferência da criança ao pronto-socorro de Itabira. O bebê estava com fratura no braço, uma mordida no pescoço de aproximadamente 5 cm, além de várias escoriações pelo corpo.
Policiais militares conseguiram convencer os populares de não atearem fogo na motocicleta do rapaz, que foi completamente apedrejada.
Uma faca que estava com Felipe Oliveira, além de seu aparelho celular, foram deixados para trás no momento da fuga.
FABIANO PALAURO – FATOSDEMINAS


VIOLÊNCIA ASSOLA O VALE DO AÇO



Ingrid Lorrayne dos Santos, de 17 anos
CORONEL FABRICIANO - Uma adolescente de 17 anos e seu filho, de apenas um ano e meio, sãos as mais novas vítimas da violência absurda que tomou conta do Vale do Aço. Ingrid Lorrayne dos Santos e Leandro Junior Santos Teixeira foram mortos a tiros no fim da noite do domingo (28), na Rua Vale do Tefé, no Bairro Morada do Vale.

Tudo começou quando dois indivíduos não identificados passaram ao longo da Rua Vale do Tefé em um veículo de marca GM Astra de cor prata, e teriam efetuado diversos disparos de arma de fogo contra um grupo de pessoas que estavam junto à calçada. De acordo com a polícia o alvo dos disparos era Leonardo Junio Teixeira, de 21 anos, popularmente conhecido como Chumbrega. Felizmente somente os muros de residências foram atingidos, não vitimando nenhuma das pessoas que estavam no local. Depois dos disparos o veículo saiu em alta velocidade sentido ao Centro da cidade.


Segundo o registro policial, logo após o veículo GM Astra ter fugido do local do tiroteio teve início uma discussão entre Leonardo e Ingrid, que estava com o seu filho Leandro nos braços. Leonardo, que é pai de Leandro, teria sacado uma arma de fogo e, após pegar a criança do colo da mãe, efetuado três disparos contra Ingrid, atingindo-a duas vezes na cabeça e uma no pescoço. 

Jovem pivô de escândalo entre policias é executado

O JOVEM FOI PIVÔ DE UMA GRANDE POLÊMICA ENVOLVENDO DENÚNCIAS DE TORTURA CONTRA A POLÍCIA MILITAR E DE CORRUPÇÃO NA POLÍCIA CIVIL DE CORONEL FABRICIANO 

AKR 

CORONEL FABRICIANO - Natanael Alves de Abreu, de 25 anos, foi executado a tiros por volta das 22h50 do domingo (28). O corpo dele foi encontrado na Avenida Brasil, Bairro Santa Cruz, em Coronel Fabriciano, já sem vida e crivado de balas. O jovem foi pivô de uma grande polêmica envolvendo denúncias de tortura contra a Polícia Militar e de corrupção na Polícia Civil de Coronel Fabriciano.De acordo com os militares que atenderam a ocorrência, o corpo de Natanael foi encontrado já sem vida. O local foi isolado e preservado, e o perito Gilmar Miranda esteve no local, realizando os trabalhos de praxe. Ele encontrou 12 perfurações no corpo da vítima, causadas por projeteis de arma de fogo. Os policiais militares encontraram no local cinco cartuchos deflagrados de munição calibre 38, que o perito mandou anexar ao Boletim de Ocorrência.

Corpo não identificado é enterrado como indigente


AKR 

IPATINGA – Foi enterrado como indigente o corpo não identificado que foi encontrado no início da tarde da quarta-feira (24), na localidade conhecida como Buraco da Joana, no distrito de Bom Jesus Bagre, em Belo Oriente. O corpo estava embaixo de um bananal, em meio a uma plantação de eucalipto. 

Um pedreiro que reside em Bom Jesus do Bagre foi até o local para colher bananas e deparou com o corpo já em estado de decomposição. Ele acionou a PM, que por sua vez acionou o perito Gilmar Miranda. Próximo ao corpo, o policial civil encontrou uma garrafa pet de dois litros com água, um par de chinelos e uma sacola com roupas.

O cadáver tem aproximadamente 1,70m de altura, cabelos pretos lisos e barba grande grisalha. Ele trajava bermuda jeans da marca Bryan, uma camisa de cor marrom da marca Onbongo, e um relógio com pulseira de plástico. Parentes de pessoas desaparecidas que tenham as características mencionadas, devem procurar o IML de Ipatinga para realizar o reconhecimento através de fotos e das vestimentas que ele usava quando foi encontrado.  


JVA

Seds desativa pocilga no Ceresp

Desativação foi feita depois de denúncia publicada pelo Diário Popular; detentas que trabalhavam nas proximidades sofreram contaminação desconhecida e morreram
Chiqueiro e galinheiro desativados ficavam próximos de uma horta e um galpão de artesanato usado pelas detentas

IPATINGA – O chiqueiro e o galinheiro existentes nas dependências do Centro de Remanejamento de Presos, o Ceresp, foram definitivamente desativados. Depois da retirada dos porcos, no dia 8 de outubro, na semana passada a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) determinou que as pocilgas fossem desmontadas, as galinhas vendidas e o galinheiro também desativado. 
Conforme a Seds, aves e porcos não serão mais criados dentro do Ceresp por questões de segurança. A área desativada ficará por enquanto livre. Sobre o valor arrecadado com a venda dos animais a Secretaria informou que foi depositado pela unidade prisional ao Estado, por meio de um Documento de Arrecadação Estadual (DAE).

DENÚNCIA
A desativação do chiqueiro e do galinheiro ocorreu logo depois de uma denúncia publicada pelo DIÁRIO POPULAR – no último dia 16 – quando um grupo de agentes denunciou sob quais circunstâncias aves e porcos estavam sendo criados na unidade prisional. Conforme noticiado (com fotos), os animais estavam sendo criados juntos, sem nenhuma condição de higiene e bem ao lado de uma horta e um galpão de artesanato, utilizado pelas detentas. 
Ainda conforme as reclamações, os porcos eram abatidos covardemente a machadas, pauladas e facadas dentro do próprio chiqueiro por um agente penitenciário. As partes do animal também eram cortadas no mesmo local, que não possui estrutura física e higiene para a prática - e depois vendidas sem qualquer fiscalização. 

MURO
Outro fato apontado na reportagem que denunciou a situação do Ceresp era que o chiqueiro ficava encostado no muro, facilitando a fuga de detentos. O que de fato ocorreu. No dia 1º de outubro, um preso que aproveitou a distração de um agente penitenciário conseguiu fugir subindo no telhado do chiqueiro e escalando o muro que dá acesso à área externa do presídio. Ainda conforme a denúncia dos agentes, o detento teria utilizado uma manta que cobria o telhado da pocilga para se proteger do arame farpado sobre o muro. O detento foi recapturado no Centro de Ipatinga. À época, a própria Seds confirmou a fuga e disse que um procedimento administrativo seria instaurado na unidade para detectar a responsabilidade. 
Coincidentemente, logo depois que o preso fugiu, todos os porcos foram abatidos de uma só vez, conforme disseram os agentes à reportagem. Segundo contam, eram mais de 10 porcos pesando aproximadamente 300 quilos cada um, além dos filhotes.

Telhado havia sido instalado a mais ou menos um metro de distância do muro

GOVERNO É ALERTADO - COMANDO DA PM PODE PROVOCAR CRISE ENTRE PRAÇAS E OFICIAIS



QUEREM TRAIR OS PRAÇAS



O Comando da PM, a exemplo de 97, quer buscar benefícios somente para oficiais em detrimento das praças. O Projeto de Promoção busca corrigir imperfeições nas promoções dos oficiais, mas deixa de lado os problemas nas promoções dos praças.Os maiores beneficiados seriam os majores, uma vez que as vagas de Tenentes Coronéis aumentariam em quase 200% (a PM vai ter que inventar lugar para tantos Tenentes Coronéis).

Enquanto em 10 anos um aspirante chega a capitão e em alguns casos até a Major, um soldado só consegue ter uma promoção e chegar a Cabo. Já os cabos não conseguem ser convocados em 10 anos para o CEFS.

É esse tratamento diferenciado que vamos dar neste projeto?

Um 3º Sgt para ser SUBTEN demorará de 19 a 24 anos. Para que os Sargentos sejam SubTenentes teríamos que partir do principio que todo praça será 3º SGT antes de completar 5 anos de caserna. Isso acontece? Não.

O projeto trouxe revolta entre os praças, principalmente SD, CB e 3º Sgt. Os praças prometem fazer greve branca e até lotar as galerias da Assembléia Legislativa para mostrar aos Deputados Estaduais que o projeto pode gerar uma grande crise.

Fiquem atentos, os que defendem este projeto são traidores das praças.

O Governador Anastásia e o Secretário Danilo de Castro terão reunião esta semana com o CABO JULIO que os alertará sobre o risco de uma grande crise que está por vir.

Pontos que não abrimos mão:

1 – Promoção dos CB e SD com 5 anos de graduação;

2 – CFO como concurso interno para que todos os integrantes da PM e BM possam progredir na carreira;

3 – Curso de Bacharel em Direito como critério para promoção a Coronel (se para ser cadete precisar ser bacharel, para ser coronel 2º Grau?);

4 – CHO com vagas divididas em 25% para 3º Sgt, 25% parta 2º Sgt, 25% para 1º Sgt e 25% para SubTen.

5 – Promoção de oficiais com 5 anos em cada posto.

6 – Não aceitamos aumento do tempo de interstício de 1 para 2 anos.



NÃO VAMOS ACEITAR GOLPE.

5 mil assassinos à solta enquanto processos abarrotam Justiça


Mais de 5 mil processos relativos a homicídios anteriores a 2009 estão parados na Justiça mineira. Enquanto aguardam pronúncia de sentença ou julgamento, os acusados continuam em liberdade. Para evitar que mais assassinos ficassem impunes, um mutirão do Tribunal de Justiça finalizou mais da metade dos casos, que chegaram a 11.934 em todo o Estado. O restante deve ser resolvido até maio de 2013.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou o encerramento dos processos em metas da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp). Porém, vários acabaram suspensos porque testemunhas e muitas vezes os próprios suspeitos não foram localizados e o crime prescreveu.

Entre os homicídios ajuizados até 31 de dezembro de 2008 que aguardam pronúncia, 1.375 foram suspensos. O mesmo aconteceu com 1.559 casos pronunciados até 31 de dezembro de 2007 e que deveriam ter sido julgados, o que não aconteceu. Na prática, somente 3.803 receberam o devido encaminhamento pedido pelo CNJ. Os outros 5.197 continuam nos tribunais.

Lentidão
O acúmulo de processos se deve principalmente a dois fatores, diz o coordenador-executivo do Programa Novos Rumos do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Luiz Carlos Rezende e Santos. “Um dos problemas foi a lei processual, que não permitia levar a júri popular réus que não tinham sido localizados. Regra que mudou há dois anos e agora evita o congestionamento”, afirma o juiz. “O outro é a demora na investigação dos casos, causando impactos na fase judicial”.

Após mais de quatro anos sem saber se os acusados vão a julgamento ou sem que o júri aconteça, fica mais difícil fazer com que o culpado pague pelo crime.

Três bandidos armados levaram R$ 5,9 mil do supermercado Santa Ruth


ITABIRA (MG) – Três bandidos armados com revolveres levaram R$ 5,9 mil dos caixas do supermercado Santa Ruth.
Por volta das 19h40 desta sexta-feira dia 26 de outubro, três homens negros, encapuzados e com revolveres nas mãos, invadiram o supermercado Santa Ruth, na rua Onze, bairro Santa Ruth e anunciaram o assalto.
Os bandidos abriram os caixas e levaram R$ 5,9 mil, em seguida fugiram correndo sentido bairro João XXIII, tomando rumo ignorado.
Policiais militares realizaram rastreamento, mas com poucas informações, o que dificultou à captura dos bandidos, que até o fechamento desta edição continuam foragidos.
 

FABIANO PALAURO - FATOSDEMINAS

Dupla presa tentando “devolver” carro furtado

AKR

Everton Barbosa Silva (E), o Verton, de 23 anos, e Marcos de Oliveira, o Marquinhos, de 26
IPATINGA - Dois jovens foram presos na manhã desta sexta-feira (26), no Bairro Nossa Senhora das Graças - Centro de Ipatinga - suspeitos de estelionato. Everton Barbosa Silva, o Verton, de 23 anos, e Marcos de Oliveira, de 26, teriam tentado extorquir R$5000 de uma mulher que teve seu carro furtado em janeiro deste ano.

O veículo Fiat Uno de cor preta, placa MNQ-8045 de Ribeirão das Neves - grande BH-, pertencente a K.D.P., de 30 anos, foi furtado em janeiro deste ano na cidade de Ribeirão das Neves. O carro teria sido passado para Marcos de Oliveira, popularmente conhecido como Marquinhos. Marcos teria levado o carro para Itambacuri/MG, supostamente tentando negociar com a proprietária a devolução do veículo, exigindo para isso a quantia de R$5000, alegando que comprou o carro sem saber que ele era furtado. 

Karen procurou a Polícia Civil para tentar recuperar seu veículo e policiais foram até o local onde ela se encontrava com Everton e Marcos. Através de filmagens das câmeras de estabelecimentos comerciais, os investigadores perceberam que os dois utilizavam o veículo Kadett de cor branca, placa GQN-3520. Os investigadores rastrearam o Kadett até a Rua Raposos, no Bairro Nossa Senhora das Graças - antiga cracolândia - no centro de Ipatinga. 

Em outra rua do bairro os investigadores encontraram Everton e Marcos em um pequeno apartamento onde moravam juntos. Eles foram detidos e encaminhados para a 1ª DRPC de Ipatinga, onde ficaram à disposição do delegado Elton Cotta Lopes. No início da tarde dessa quinta-feira (26), os investigadores voltaram à Rua Raposos para guinchar o Kadett pertencente a Marcos, mas não o encontraram. As chaves do veículo estavam em poder dos policiais civis. 

De acordo com a polícia, os dois já têm passagens anteriores e denúncias apontam Marcos como sendo líder do tráfico no Bairro Nossa Senhora das Graças, e Everton, seu parceiro, é acusado de ter participação em três homicídios, dois deles no Bairro Vila Militar, e o outro em um bar perto do Cemitério Parque Senhora da Paz. 

Base Comunitária garante segurança na cracolândia

AKR

IPATINGA - Depois das denúncias feitas pelo JORNAL VALE DO AÇO sobre a “Cracolândia” estabelecida ao longo da trilha aberta às margens da linha férrea da Maria Fumaça, e da bárbara execução de um jovem envolvido com o tráfico de drogas, na madrugada da quarta-feira (24), a Base Comunitária Móvel da 82ª Cia PM foi posicionada no local, próxima à Estação da Maria Fumaça, que fica Na Rua Nossa Senhora das Graças, no Centro de Ipatinga.

A Base Comunitária Móvel potencializa as ações policiais, dando mais presença para a PM e reforçando o policiamento ostensivo no local, que é uma das portas de entrada para a trilha que leva à nova cracolândia.Usuários e traficantes de drogas se aproveitam da trilha para se locomoverem livremente. O caminho conecta toda a região, do Viaduto da Rua Belo Horizonte até a ponte da Avenida Macapá, que liga o Bairro Veneza ao Centro de Ipatinga, seguindo até o Bairro Veneza II, próximo a região dos motéis, onde existem outros viadutos que servem de abrigo para traficantes e usuários.

Jovem mata a namorada de 14 anos com 30 facadas em Nova Lima

O homem pulou de uma ponte na MG-030 horas depois de cometer o assassinato
João Henrique do Vale -
Publicação: 27/10/2012 07:49 Atualização:
Mais um crime passional chocou os moradores de Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. No fim da noite desta sexta-feira, um jovem de 19 anos matou a namorada de 14 a facadas dentro da casa dela no Bairro Santa Rita. Horas depois, o autor pulou de uma ponte na MG-030.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o casal se desentendeu enquanto conversavam no quintal da casa da garota localizada na Rua Eucalipto. Rafael Henrique Amorim Alves, durante a discussão, pegou uma faca e atingiu Jaqueline Fernanda Souza Carlos por cerca de 30 vezes. A maioria das perfurações foi na região do tórax.

Familiares da garota ouviram os gritos e foram ver o que havia acontecido. Quando chegaram no quintal da residência encontraram a menina já sem vida caída no chão. Eles acionaram a PM, que começou a fazer buscas na região.

Horas mais tarde, alguns motoristas ligaram para a corporação afirmando que um jovem havia pulado de uma ponte na MG-030. Quando os militares foram para o local, constataram que era Rafael. Os corpos do casal foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade.

Após roubar casa, em Contagem, dupla fugiu em alta velocidade e bateu de frente com caminhão





SUPER - JOSÉ VÍTOR CAMILO - Um assalto a residência terminou mal para dois dos três bandidos, na manhã de ontem, no bairro Canadá, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. Durante a fuga com o carro da vítima, os suspeitos tentaram fazer uma ultrapassagem, mas bateram em um caminhão e acabaram mortos. O terceiro envolvido conseguiu fugir, já que estava conduzindo o outro carro da família roubada.
De acordo com o cabo Magnovaldo Rassilan, os três homens invadiram a casa, no bairro Fonte Grande, quando o proprietário abriu o portão da garagem para tirar o carro, por volta das 6h40. Depois de recolher diversos pertences, como um aparelho de TV de 46 polegadas, roupas, quatro celulares, computadores, joias, entre outros, os ladrões amarraram as mãos das vítimas e fugiram com os dois carros, um Peugeot 207 e um Honda Fit.

VIOLÊNCIA EM SP MAIS UM PM MORTO



Policial pericía moto de PM morto a tiros na Vila Nova Curuçá, zona leste de SP, na noite de quinta-feira (25)
Policial militar foi morto em frente a bar na zona leste de São Paulo

Um policial militar e ao menos outras seis pessoas foram mortas a tiros em nova onda de violência na capital e Grande São Paulo, entre o final da tarde de ontem (25) e a madrugada desta sexta-feira. Outras seis pessoas ficaram feridas, entre elas um PM. Nenhum suspeito pelos crimes foi preso.
Outra série de mortes foi registrada entre a noite de quarta-feira (24) e a madrugada de ontem (25) na capital e Grande São Paulo. Treze pessoas foram baleadas e oito delas morreram, entre elas um PM. Por volta das 20h30, um policial militar à paisana foi morto a tiros, na Vila Nova Curuçá, zona leste de São Paulo.
Segundo a polícia, o policial chegava em casa quando dois homens em uma moto dispararam vários tiros e fugiram sem levar nada. Ele foi levado ao Hospital Tide Setúbal, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
O caso foi registrado no 67º Distrito Policial, no Jardim Robru. O caso será investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).
CONTINUE LENDO NA FOLHA DE SÃO PAULO

Bandidos mineiros estão achando que minas é São Paulo


AÇÃO PADRÃO - ATIRA EM PM E LEVA A PIOR

Na madrugada de hoje, 25, quinta feira, militares do 22º BPM procedendo abordagens no Conjunto Santa Maria foram surpreendidos por suspeitos que atiraram em direção aos mesmos. O revide foi inevitável e um dos envolvidos foi morto, sendo identificado como LUCAS PINHEIRO CALDEIRA (22 anos) . Cumprindo o esperado, a Guarnição envolvida, apesar da legalidade, foi conduzida à sede da Unidade para procedimentos administrativos, lavratura do flagrante.  Maiores dados no decorrer do dia.
Fonte: PMMG - Sala de Imprensa

16º BPM DESCOBRE "FORTALEZA DO TRÁFICO"


"Fortaleza do tráfico" é descoberta por militares e seis pessoas são detidas em BH. Local tinha segurança reforçada e câmeras que vigiavam aproximação da PM.
Militares do 16º Batalhão descobriram uma verdadeira "fortaleza do tráfico" ao cumprirem mandados de busca e apreensão na manhã desta quinta-feira (25), no bairro Nova Granada, região leste de Belo Horizonte. Segundo os policiais que estavam à frente da ação, a casa para onde se deslocaram tinha um forte esquema de segurança e vigilância.
A PM encontrou a residência com portões trancados com ferro pelo lado de dentro e câmeras que monitoravam a presença da polícia. Já na parte interna do local, uma pessoa era responsável pela escolta, ao lado de um cão da raça pit bull. O traficante responsável pelo ponto de drogas ficava fechado em um quarto, de onde monitorava as imagens das câmeras.
No local, foram apreendidas 35 pedras de crack, uma pedra bruta da mesma droga, além de uma barra de maconha e balança de precisão. Seis pessoas foram detidas, entre elas, quatro menores. Os outros dois maiores de idade são Vinícius Meireles Alves Pessoa, 24 anos e Waren Pablo Lopes, 21 anos. A ocorrência foi na rua Lunds Ferreira. Os envolvidos foram levados para a delegacia de menores da capital.
FONTE: R7

Nova droga quase faz vítima em soldado da PM


Recebi este este texto via e-mail hoje, achei muito interessante e decidir enviar para o Senhor, caso ache conveniente, repassar para os demais companheiros, pois a cada dia a ousadia dos infratores está maior. 

Felipe César, Sd QPPM 


A NOVA DROGA 

Para sua segurança, não deixe de ler* aconteceu em Contagem e vejam o que ele relatou: 

Vale a pena estar atento... 

No último sábado em frente a Praça da Matriz - próximo à Fumec - Contagem,estacionei alguns metros mais atrás e desci do carro. 

Quando estava fechando a porta do meu carro,aproximou-se um homem sem uma perna e com muletas. 

Me perguntou se podia ajudar a anotar um número, e me deu o cartão com o número e um papel para anotar o telefone. 

Com muito prazer para ajudar, peguei o papel e comecei a anotar o número sobre o teto do meu carro(como apoio)... 

Então em poucos segundos comecei a me sentir mal, sentia que estava desmaiando. 

ATENÇÃO PMs E BMs DO BRASIL ! PRECISAMOS ELEGER 1 OU 2 DEPUTADOS FEDERAIS POR ESTADO EM 2014


"Sem representação política forte em Brasília, continuaremos sendo massacrados por estes que estão no poder hoje em dia, e que nos odeiam." Jorge Lauro Bittencourt - PRAÇA da Policia militar do RJ ( PMERJ ) e um dos Gestores do BlogDaVerdadeRJ. Olá amigos policiais militares e bombeiros militares de todo o Brasil! Novamente, diante dos constantes ataques sofridos por nossas instituições em todo o país, feitos por políticos que estão no poder e que cada vez mais estão tirando nossa força - no caso das polícias - e travando projetos como a PEC 300 na câmara dos deputados, nós do BlogDaVerdadeRJ tocamos, mais uma vez, no assunto REPRESENTAÇÃO POLÍTICA...

Policiais civis são afastados por venda de CNH


O ex-chefe do departamento de Polícia Civil de Formiga, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais, João Pedro de Rezende, o filho dele, que também é investigador da corporação, entre outros policiais, foram afastados do cargo após serem denunciados pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) por venda de carteiras de habilitação. O esquema era feito pela quadrilha desde 2006. 

Em agosto de 2010, o promotor de Justiça Ângelo Ansanelli Júnior recebeu denúncias sobre as fraudes e realizou um levantamento sobre os bens dos suspeitos. Ele constatou que o patrimônio dos policiais civis era incompatível com a renda dos cargos ocupados por eles. As informações foram passadas o Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Combate ao Crime Organizado (CAO-Crimo) e ao Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCOC) que realizou uma operação para prender os envolvidos.

Filho do delegado
De acordo com o MPMG, o chefe do esquema era o filho do delegado, Alexandre Clayton Rezende. Além de policial, ele era o dono da auto-escola Sinal Verde e a utilizava para o esquema de facilitação de exames de habilitação. Também faziam parte da quadrilha os policiais, Lineu Lamounier Junior, Sérgio Lúcio Simão, Racilane Antonio da Silva Costa e João Pedro de Rezende. Ao todo foram denunciadas 81 pessoas, entre policiais, despachantes e instrutores da auto-escola, que não tiveram os nomes divulgados. 

Alguns dos denunciados atuavam como intermediários, captando pessoas para a obtenção da carteira, outros eram responsáveis pela aprovação dos candidatos que pagavam propina ou cuidavam da distribuição dos valores apurados.

Nas apurações ficou claro que o delegado João Pedro utilizava sua influência junto à Polícia Judiciária para manter na banca examinadora o filho dele e os demais policiais envolvidos, mesmo sabendo do esquema de corrupção. Ele também exigia a aprovação dos candidatos que ele indicava e de ameaçava os policiais que se recusavam a obedecer às ordens dos integrantes da quadrilha. O esquema só foi desmontado com a transferência do delegado para outra cidade e com o afastamento dos avaliadores da função na banca examinadora.

O juiz Paulo César Augusto de Oliveira Lima determinou o afastamento dos policiais das funções na Polícia Judiciária e dos diretores, instrutores e proprietários de auto-escolas denunciados.