Após seis assaltos, moradores de SC deixam faixa de protesto para ladrões

Faixa diz 'Doutor Ladrão' no ínicio e encerra com um 'muito obrigado' (Foto: Jerônimo Tridapalli)Um morador do bairro Carmelo, na margem da SC-411 em São João Batista, na Grande Florianópolis, instalou uma faixa de protesto na frente de casa. O local, segundo o filho do dono da casa, Jerônimo Tridapalli, foi assaltado seis vezes, sendo quatro somente em 2013.
A faixa foi instalada no domingo (24) com o recado: "Dr. Ladrão: procure outro lugar, pois já levou tudo que havia nesta residência nas últimas quatro vezes que você entrou aqui. Restaram apenas uma televisão queimada e uma máquina de lavar roupas quebrada!! Certos de sua compreensão, nosso muito obrigado!".
A ideia partiu de Jerônimo. Indignado com a situação, ele disse que não ficaria quieto. "Neste ano a casa foi arrombada, em média, a cada quinze dias. Meu pai ficou receoso, com medo de represálias, mas no fim concordou", explica o homem. Ainda segundo ele, há muitos assaltos e arrombamentos na região. "Em uma semana, foram cerca de dez assaltos. Um dos ladrões da casa foi preso em flagrante. Tinha 35 boletins de ocorrência contra ele, mas ele foi solto".
Segundo o delegado da Polícia Civil de São João Batista, Ângelo Fragello, mesmo que haja prisão em em flagrante, de acordo com a legislação, o assaltante responde o processo em liberdade.
BRASIL UM PAIS DE TOLOS!!!

Padrasto tenta abusar de enteado e é morto pela vítima.



Um homem suspeito de abusar sexualmente do próprio enteado foi assassinado pela suposta vítima na noite dessa quarta-feira (27), em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. Marivaldo Ferreira dos Santos, de 48 anos, foi esfaqueado na região do peito e, como a lâmina da arma branca atingiu o coração e pulmão, a vítima morreu assim que deu entrada no Hospital Regional de Betim. O crime ocorreu na sala da casa onde Marivaldo Ferreira dos Santos morava com a mãe de H.P.C, de 15 anos. O imóvel é localizado na rua Taylândia, no bairro Capelinha. Após o crime, o adolescente fugiu e ainda não foi apreendido.

O homicídio foi denunciado pela mulher da vítima e mãe do autor do homicídio, que foi quem revelou aos militares do 33º Batalhão da Polícia Militar que flagrou o filho todo sujo de sangue ao chegar em casa e que havia escutado de longe os dois discutindo calorosamente.
Conforme relatos da mulher à polícia, ela suspeita que o filho tenha brigado, lutado e matado o padrasto pelo fato de ele estar abusando sexualmente dele. Segundo a denunciante, há alguns dias, H.P.C estava com um comportamento muito estranho e, sempre que ela ia trabalhar ao sábados, percebia que a cama dela ficava desarrumada e suja de óleo. Além dessa suspeita, a mulher ainda revelou aos policiais que o seu outro filho chegou a contar para ela que, também todo sábado, Marivaldo Ferreira e H.P.C ficavam muitas horas trancados no quarto do casal. Em data anterior, a mãe de H.P.C achou um vidro de óleo vegetal no armário do companheiro e, ao perguntar Marivaldo Ferreira para qual finalidade ele havia comprado o produto, ele ficou muito nervoso, desconversou e escondeu o óleo. A denunciante desconfia que o companheiro usava o óleo vegetal para facilitar a penetração durante o abuso sexual. O caso será investigado pela Polícia Civil.
A polícia ainda não tem pistas sobre o paradeiro de H.P.C.

São Paulo terá reforço no patrulhamento policial durante a noite


NIVALDO LIMA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Com isso, a cidade pode ganhar um reforço de cerca de 3 mil agentes depois das 18 horas
São Paulo terá reforço no patrulhamento durante a noite
Em uma investida na área da segurança pública, oficialmente de responsabilidade do governo do Estado, o prefeito Fernando Haddad (PT) anunciou, na quarta-feira (27), em que um terço do efetivo da Guarda Civil Metropolitana (GCM) e dos policiais militares que integram a Operação Delegada (bico oficial pago pelo Município) deve passar a atuar à noite em locais de maior criminalidade. Com isso, praças, parques, escolas, unidades de saúde e bairros da periferia, como Campo Limpo, podem ganhar um reforço de cerca de 3 mil agentes depois das 18 horas.

Ao site de notícias G1, Haddad disse ainda que está fazendo um mapa da violência e vai espalhar agentes por áreas perigosas da cidade. A informação causou polêmica. "Isso (indicadores criminais) não é problema da Prefeitura, é problema do Estado", disse o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Benedito Meira. "É interessante, mas vai mostrar algo diferente do que a Secretaria de Estado da Segurança Pública já divulga?"

Atualmente, os quase 3,9 mil policiais da Operação Delegada recebem da Prefeitura para fiscalizar camelôs. Em 15 de março, Município e Estado devem assinar novo convênio ampliando as atribuições dos agentes. A Prefeitura quer espalhá-los por locais públicos com altos índices de criminalidade. Meira defende que a distribuição dos policiais esteja atrelada à fiscalização de bares, taxistas clandestinos e ao Programa de Silêncio Urbano (Psiu).

Para o comandante da PM, a Prefeitura não poderá delegar à polícia a função que já é dela, de fazer policiamento. "Mas o policial na atividade delegada não vai se omitir, caso encontre, por exemplo, alguém em atitude suspeita, uma pessoa participando de um furto, um roubo", ressalta.

Por enquanto, o acordo não inclui a contratação de mais policiais. Em 2012, o gasto orçado foi de R$ 150 milhões. A decisão sobre onde os PMs ficarão deve caber a uma comissão, com dois integrantes da corporação e dois do Município. Até agora, a Prefeitura já constatou que as regiões de M’Boi Mirim, Campo Limpo e Capela do Socorro, todos bairros da zona sul, deveriam receber o reforço.

Para o professor de ciências políticas Cláudio Couto, do curso de Administração Pública da Fundação Getulio Vargas, é positivo o investimento da Prefeitura. "É um assunto de competência estadual que afeta a área municipal", destacou.

Luz

O prefeito também quer deslocar guardas-civis e PMs da Operação Delegada para áreas sem luz. O assunto foi tratado em reunião, anteontem, com diretores da Eletropaulo. A ideia é que a Prefeitura seja avisada sobre locais com blecaute e possa enviar forças policiais para a área. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Suspeitos roubam bebidas alcoólicas de posto de gasolina e tentam subornar policiais


Na madrugada desta quinta-feira (28) dois homens de 27 e 29 anos, respectivamente, foram presos após roubar bebidas alcoólicas em um posto de gasolina na cidade de Poços de Caldas, no Sul de Minas.
Segundo a Polícia Militar, o funcionário do posto “Rio das Antas”, localizado na avenida João Pinheiro Campo Mogiana, disse que os suspeitos pediram para usar o banheiro do estabelecimento.
Assim eles roubaram seis garrafas de Smirnorff Ice que estavam em um depósito perto do banheiro. Em seguida, eles fugiram.
Após um rastreamento na região a dupla foi encontrada e, com ela, apreendidas as bebidas roubadas, além de cinco porções de maconha. No momento da prisão, um dos suspeitos tentou subornar os militares com um relógio e R$ 500,00 para não ser levado à delegacia. 

Retorno do goleiro Bruno aos gramados agora depende do STF


Foi adiado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) o julgamento do habeas corpus que solicitava a substituição de regime de prisão do goleiro Bruno, que passaria de preventiva para domiciliar. A expectativa da defesa era a de que o atleta enfrentasse o júri popular, a partir da próxima segunda-feira, em liberdade. Porém, ainda há uma chance. Recurso semelhante também foi impetrado no Supremo Tribunal Federal (STF) e encontra-se concluso ao relator, o ministro Teori Zavascki, desde o último dia 20.
O pedido de mudança de regime de prisão se sustenta em uma proposta que o jogador recebeu para voltar aos gramados, conforme noticiou com exclusividade o Hoje em Dia na edição de sábado. Após a divulgação da matéria, a diretoria do Boa Esporte Clube, equipe de Varginha, no Sul de Minas, confirmou o interesse em contratar o goleiro para integrar o seu elenco e disputar o Campeonato Mineiro e a Série B do Brasileirão.

Mulher de Mesquita cai no golpe do falso sequestro


MESQUITA – Uma moradora de Mesquita foi vítima, nesta segunda (25), por volta das 15h30, do falso sequestro pelo celular. T.M.R (28), contou que recebeu uma ligação de um número não identificado, informando que seu irmão havia sido sequestrado. Os sequestradores exigiam R$3 mil. Ela disse que os sequestradores a ameaçavam o tempo inteiro, e que seu irmão seria morto se ela não agisse conforme o ordenado. Ela tentou ligar para seu irmão, mas não conseguiu, e começou a acreditar no sequestro.
Ela conseguiu abaixar a quantia para R$500, e depositou o dinheiro em uma conta informada pelos sequestradores: Agência 0015, Cona 26303-0, operação 13. O dinheiro foi depositado na conta poupança de Ivonete Maria de Araújo. Ele ordenou também que ela jogasse o comprovante do deposito fora.
Logo após o deposito, o irmão da vítima chegou em casa, negando que tinha sido sequestrado.
O golpe
                    Este tipo de crime é comum em áreas mais afastadas e rurais, se aproveitando da inocência de muitos cidadãos. A performance teatral dos golpistas muitas vezes inclui gritos no fundo do telefonema e fornecimento de detalhes da pessoa supostamente sequestrada para assustar e convencer o interlocutor a pagar rapidamente. Técnicas de "engenharia social" são também usadas pelas quadrilhas mais evoluídas e estruturadas.
                   No caso do falso sequestro, o tal membro da família não foi sequestrado, mas provavelmente recebeu logo antes um telefonema de alguém que com alguma desculpa (participação num concurso ou programa televisivo, sorteio, cadastramentos de algum tipo, suposta clonagem de cartões de crédito ou celular) conseguiu obter várias informações pessoais (que foram usadas depois pra convencer os parentes que a pessoa foi mesmo sequestrada), inclusive o telefone do familiar vítima que irá receber as ameaças. Eles também ficam ligando direto no numero do suposto sequestrado para mantê-lo ocupado de forma que não seja possível para os familiares fazer contato e verificar se ele se encontra bem. Em outra variante os golpistas ligam antes para o celular do suposto sequestrado e dizendo ser da companhia telefônica, pedindo que deixe o celular desligado por uma ou duas horas como parte de um procedimento contra a clonagem do número.
Como agir
                 Especialistas e a própria polícia aconselham que, quando se encontrar em uma situação assim, mantenha a calma, pois os golpistas aproveitam o nervosismo pra tirar todas as informações possíveis. Nestes casos ganhe tempo, verifique através de outros números onde está a pessoa supostamente sequestrada. Se necessário, desligue na cara dos golpistas logo no início da conversa (para deixar a linha disponível para você tentar contatar a pessoa), afirmando depois, caso a ligação seja retornada, que a chamada caiu.
                Nunca, durante a conversa, forneça ou confirme qualquer dado seu ou de seus familiares, como endereços, local de trabalho e outros, evitando passar informações pessoais para os estelionatários.
               Dados disponíveis em redes sociais podem facilitar a ação dos bandidos, principalmente com relação a dados de família, quantidade de filhos, local onde moram, bens adquiridos e etc.
Confirmado o golpe, é aconselhado entrar em contato com a polícia, denunciando o fato e as pistas disponíveis, para que eles tomem as medidas cabíveis. Outro conselho é não atender nem tentar retornar a ligação para esses números, já que, do outro lado da linha, se tratam quase sempre de criminosos experientes.

Fonte: JVA

Fim do pagamento de 14º e 15º salários a parlamentares


Câmara aprova fim do pagamento de 14º e 15º salários a parlamentares. 
 
Blog do Esteves

"JABÁ" no pagamento do Prêmio Produtividade


Você entendeu o índice que sera pago pela SEDS?

Editorial do Blog do Cabo Fernando: Acho que estou ficando velho e minha memória esta falhando. Vejam os dois banner/gráficos acima referentes as notas do PP, confesso que não entendo como é feito essa matemática, a pessoa responsável por essas notas deve ser algum cientista ou bacharel em matemática. A 10ª Risp tirou nota 10,00 pela CAA, a 16ª Risp tirou 7,36, a 3ª Risp tirou 4,40, que soma é feita e que fator de ponderação é esse que no final todos recebem notas iguais 6,11? Uma Risp tem nota 10,00 e outra nota 4,40 e ambas vão receber a mesma coisa, eu que sou burro ou o tal matemático que é esperto demais. Outra gozação é a nota dado ao IPSM, alias essa passou dos limites, pois la dentro a maioria dos que trabalham são coronéis e oficiais diversos, os funcionários se não forem parentes de alguém da diretoria é no mínimo conhecidos. O Instituto não pertence as nossas organizações militares? Os somatórios totais de suas notas do PP não entram junto com alguma Risp, HPM ou outro órgão militar? No que o IPSM é diferente de um batalhão de área, de uma delegacia da PC ou um quartel dos Bombeiros? Em que eles trabalham mais? Pois não tem cabimento eles receberem quase 100% de Prêmio por produtividade, na minha opinião ai tem "jabá". Mas o que me deixa mais incrédulo é que os coronéis e delegados das Risps não falam nada, ficam caladinhos diante dessa discrepância de valores pagos do PP entre as Risps e o IPSM. Se alguém puder me responder sou todo ouvido, mas acho que nem o Chapolin poderá nos ajudar. Origem dos gráficos: http://www.blogdoesteves.com/

Polícia explode avião que transportava drogas para Minas Geraid


Avião após a explosão
A Polícia Federal de Uberaba, no Triângulo Mineiro, desarticulou na noite dessa terça-feira (26) uma quadrilha suspeita de envolvimento com tráfico internacional de drogas. A operação aconteceu em Campo Florido, na mesma região.
Utilizando de uma propriedade particular na zona rural de Campo Florido, os criminosos aguardavam o pouso da aeronave na cidade. Segundo a polícia, o avião monomotor vinha do Paraguai e dentro dele estava o piloto e o co-piloto, ambos paraguaios.
Na pista, um grupo aguardava pela chegada do entorpecente. Houve troca de tiros com a polícia e uma pessoa morreu e quatro ficaram feridas. Durante o tiroteio, o avião utilizado na troca acabou explodindo.
Na ação a PF apreendeu 115 kg de pasta base de cocaína, dois fuzis, um com um lançador de granadas com selo das Forças Armadas da Colômbia e munição. A droga, segundo a polícia, seria distribuída na região e em outras cidades.
Conforme informações da Polícia Federal, a quadrilha estava sendo investigada desde dezembro do ano passado.

Foragido da Justiça apanha da mulher, é enterrado vivo


Um caso nada comum chamou a atenção e chocou os moradores da pequena cidade de Marilac, que fica a aproximadamente 70 quilômetros de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce. Um morador do município, José Roberto Pereira, de 37 anos, apanhou da mulher, foi enterrado vivo por ela e ainda acabou preso ao ir até a delegacia para denunciar a esposa.
Conforme relatos de José Roberto Pereira à polícia, na noite do último domingo (24), ele chegou em casa depois do trabalho, tomou um banho, deitou e foi agredido por G.P.S, de 25 anos, enquando dormia. A jovem teria dado vários golpes com pedaços de madeira na cabeça do marido, que desmaiou. Por achar que José Roberto Pereira havia morrido, a mulher resolveu enterrá-lo na manhã de segunda-feira (25).
G.P.S abriu uma cova de um metro de profundidade, 80 centímetros de largura e 1,80 de comprimento no quintal de casa, localizada na rua Mariana, no centro de Marilac. Porém, após colocar o marido dentro do buraco e só faltar jogar terra na cabeça dele, José Roberto Pereira acordou. Muito assustada, G.P.S pegou R$ 200 e o celular do marido, fugiu e ainda é procura pela polícia.
Segundo a Polícia Militar de Governador Valadares, a jovem chegou a amarrar os braços e pernas do marido com panos antes de colocá-lo na cova. Assim, José Roberto Pereira, que também teve o corpo enrolado por um cobertor, só conseguiu sair do buraco por volta de 18h de segunda.
Depois de conseguir sair da cova, José Roberto Pereira foi até a delegacia de Marilac, onde os policiais descobriram a existência de um mandado de prisão em aberto contra ele por tráfico de drogas e o prenderam. Durante depoimento, o homem afirmou aos policiais que demorou para procurar ajuda porque estava muito tonto ao sair da cova. José Roberto Pereira foi encaminhado ao Hospital de Pronto-Socorro de Governador Valadares, medicado e liberado.

Gangue paulista rouba banco em Ipatinga e vai presa

AÇÃO DE MORADORES DE RUA AJUDOU POLÍCIA A PRENDER QUATRO ENVOLVIDOS EM IPATINGA. JÁ A TROCA DE MENSAGENS ENTRE MEMBROS DA QUADRILHA POSSIBILITOU A PRISÃO DOS OUTROS DOIS EM BH 

AKR 

Allan Alex, Jalque Richard, Marcelo Ferreira e Ronielle Neto foram presos próximo ao bairro Novo Cruzeiro
IPATINGA –
 Um banco no centro de Ipatinga, próximo à Prefeitura Municipal, foi assaltado na madrugada desta terça (26), por volta das 02h. Seis pessoas chegaram ao local em dois veículos e roubaram mais de R$12 mil. Quarenta minutos depois, quatro foram presos na tentativa de fuga, próximo ao bairro Novo Cruzeiro, e os outros dois foram presos pela Polícia Militar de Contagem, em um posto de Belo Horizonte. A quadrilha de São Paulo teria, em uma mensagem de texto irônica, informado que estavam em Minas para ‘levantar um dinheiro dos Mineiros’. 

Segundo alguns moradores de rua que ficam na calçada de um supermercado próximo ao banco, quatro pessoas teriam desembarcado dos veículos, um Celta de cor prata, placa EUX – 7475, e um Fiat Uno vermelho, placa LPT – 3897. Eles pegaram ferramentas e entraram na agência bancária. Os próprios moradores de rua chamaram a polícia, e avisaram também que os quatro teriam mexido em três câmeras do circuito interno de segurança. Recentemente, os moradores de rua ajudaram a polícia a solucionar o furto de uma moto, avisando rapidamente e contribuindo para a prisão do envolvido.

Perseguição
AKR 

Os bandidos alteraram a direção das câmeras de vigilância e estouraram um dos caixas, levando R$12 mil
A Central de Operações da Polícia Militar empenhou a guarnição do sargento Fábio, dos cabos Admilson e Robson, que quando se aproximaram da referida agência, avistaram o veículo Celta em movimento, onde empreenderam uma perseguição. Eles partiram atrás desse veículo e pediram apoio. Uma equipe do Gate se juntou a perseguição e conseguiu interceptar o veículo na avenida Pedro Linhares (BR-381), em frente ao bairro Novo Cruzeiro. No interior do veículo, os militares encontraram a quantia de R$10.380,00 e várias ferramentas, possivelmente utilizadas no arrombamento. 

No veículo estavam também quatro indivíduos: Ronielle Neto Valeriano (23), Marcelo Ferreira de Paula (29), Jalque Richard Pereira (30) e Allan Alex dos Santos (28). Apenas Ronielle não tem passagem pela polícia, os outros têm passagens por homicídio e roubo. Ele também é o único da gangue que não é paulista, tendo nascido em São Pedro de Ferros, cidade da Zona da Mata que faz divisa com Raul Soares, Abre Campo, Rio Casca e São José do Goiabal.

No interior do Celta, que tem placa de São Paulo, foram encontrados uma marreta de borracha, uma chave de fenda grande de cabo azul,uma barra de ferro de aproximadamente 50cm e uma fita de PVC de cor cinza, além de R$10.380,00, em moeda corrente, roubados do banco. O perito Hebert de Mingo realizou os trabalhos de praxe tanto na agência bancária quanto no veículo apreendido.
Um dos autores, Alan Alex, afirmou que estourou um caixa do banco e recolheu o dinheiro. Foi confirmado pelo banco que as câmeras do circuito interno haviam sido viradas, e um dos caixas teria sido arrombado.
Os autores presos informaram que o outro carro, o Fiat Uno, estaria em fuga para Belo Horizonte, e que nele se encontravam Luiz Carlos da Silva Eleutério (22), apelidado de ‘Biléu’, e José Carlos Bezerra da Silva Júnior (22), também de São Paulo. 

SMS
AKR 

Luiz Carlos e José Carlos foram presos em BH
Com Ronielle, a polícia apreendeu um celular, da marca Alcatel, de cor vermelha. Ele começou a receber várias mensagens, possivelmente dos integrantes do outro veículo, que não sabiam que os outros quatro tinham sido presos. Os emissores do SMS questionavam sobre a atual localização do grupo e se tudo tinha dado certo.

Em uma das mensagens, eles teriam ironizado e contado vantagem, dizendo que tinham vindo para o interior para levantar dinheiro dos mineiros. Depois eles enviaram uma mensagem com o seguinte texto: “Nois ta na Fernão Dias, passarela do bairro Amazonas e o primeiro posto Shell da passarela da Fernão Dias”. 
Com essas informações, a polícia acionou uma equipe de Contagem, comandada pelo Cabo Alexandre Bonifácio, que chegou ao local especificado na mensagem.

Lá, encontraram o Fiat Uno vermelho, placa LPT – 3897, com os dois suspeitos: Luiz Carlos e José Carlos. Os militares de Contagem encontraram no interior do veículo uma carteira de identidade, em nome de Ronielle Lopes Neto Valeriano, um dos autores do crime, que estava detido em Ipatinga, além de R$2.050,00. Após serem informados sobre a prisão de seus comparsas, os abordados assumiram que vieram juntos com os outros autores, e que teriam estado na cidade de Ipatinga, além de terem participado do crime.

Eles ainda informaram que, após ser dada a voz de prisão, eles teriam oferecido R$2.050,00 para um Sargento e um Soldado, afirmando que conseguiriam mais dinheiro para os outros policiais posteriormente, caso eles fossem liberados, o que caracteriza tentativa de suborno. Os bandidos foram presos em BH por volta do meio dia desta terça-feira.

Policial Covarde deixa colega em luta com assaltante


Surpreendente vídeo postado pelo Cadete Oliveira, da Polícia Militar de Minas Gerais sobre uma abordagem policial, onde um suspeito de roubo covardemente se posiciona atrás de uma árvore para tentar matar os militares. Ele afirma: “A guarnição foi chamada para verificar uma situação envolvendo um individuo armado, porem ao chegarem no local um dos policiais foi surpreendido pelo assaltante e acabram entrando em luta... até aí seria uma coisa normal para a policia, porem o que espanta é ver que o colega do policial se esconde atras do carro e fica la o tempo todo esperando o colega matar ou morrer!”


Suspeito é preso depois de comprar arma para matar homem que roubou sua moto

Um homem de 37 anos foi preso, na tarde desta terça-feira (26), com uma pistola calibre 40 em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte.
De acordo com a Polícia Militar (PM), militares do 33º Batalhão de Polícia Militar estavam realizando patrulhamento na rua Folha Larga, no bairro Itacolomi, quando avistaram César Procópio em atitude suspeita. “Ele demonstrou nervosismo e decidimos abordá-lo. Nesse momento, percebemos que ele estava armado”, afirmou o soldado Fábio Bastos.
 
O suspeito disse aos militares que comprou a arma para matar um homem que havia roubado sua moto. “Ele revelou que comprou a pistola no centro de Belo Horizonte por R$4,000”, disse o sargento.
 
César foi encaminhado para a 8ª Seccional da cidade.

MESQUITA/MG - Dono de bar, tem seu veiculo e seu bar alvejado por disparos de arma

Mesquita/Mg-Indivíduos não identificados aproximaram de um bar na localidade de Travessão, Zona Rural de Mesquita na noite desta segunda-feira dia 25 e gritaram ”o de casa” por várias vezes e como não foram atendidos, efeturam disparo de arma de fogo em direção ao bar e a um veiculo fiat/strada de cor preta, placa hhu-6000, que estava estacionado na garagem, sendo que acertou dois no veiculo, um na parede e outro no poste de madeira que sustenta o telhado da garagem. Em seguida tomaram rumo ignorado.

OUTRO FATO PARECIDO E ROUBARAM A VITIMA


carro foi usado por bandidos em explosão de caixa eletônico
Durante a madrugada do dia 20 na localidade de Gargalheira, Zona Rural de Mesquita, o Sr Ney Gomes Duarte, 48 anos, ouviu um veículo estacionar próximo ao seu comércio que fica as margens da Rodovia MG232, entre as cidades de Mesquita e Joanésia, em seguida ouviu alguém chamá-lo pelo nome, sendo que o mesmo permaneceu em silêncio, que logo em seguida um indivíduo de cutis escura arrombou uma janela lateral da cozinha e em seguida efetuou um disparo de arma de fogo dentro de sua residência, quando a vítima se levantou foi abordada por este indivíduo que de arma em punho anunciou o assalto, determinando que a vítima se virasse para que não o identificasse, tendo a vítima nesse momento percebido a presença de mais dois autores que conversavam entre si e ainda cortaram o fio do telefone fixo e de uma antena de telefonia celular. Em ato contínuo amordaçaram a vítima com um pedaço de fiação elétrica, questionando-a sobre a localização de dinheiro, e diante da negativa da vítima passaram a vasculhar todo o ambiente, localizando os seguintes materias: uma pulseira de ouro de 7 gramas, uma pulseira de ouro de 17,5 gramas, hum mil e duzentos reais em dinheiro, 25 pacotes de linguiça, um aparelho dvd SAMSUNG, um aparelho celular SAMSUNG, aproximadamente seis pacotes de cigarro de marcas variadas, 04 caixas de doze unidades cada de refrigerantes em lata, um litro de whisky, materiais estes que foram roubados e colocados no interior de um dos veiculos. No momento da fuga, roubaram o veículo da vítima um FIAT Palio de cor vermelha, placasNCL 2609, tomando rumo ignorado. A vítima após se livrar das amarras veio a efetuar o acionamento da Polícia na cidade de Mesquita distante do local dos fatos em cinco quilometros.
             O veiculo foi localizado depois , veja a materia:   http://www.blogger.com/blogger.g?blogID=3647567925018263875#editor/target=post;postID=4735711063090010887

Quadrilha ‘erra’ explosão de caixa e bate carro


AÇUCENA – Moradores de Açucena, a cerca de 70 km de Ipatinga, acordaram com um estrondo na manhã desta segunda (25). Por volta das 04h, um caixa eletrônico de um banco na cidade foi vítima de uma tentativa de roubo.
Seis indivíduos foram vistos pelos moradores, após a explosão, entrando em um veículo e fugindo em direção à cidade de Guanhães. Depois, na MG758, um Fiat Palio foi encontrado abandonado no acostamento. O veículo foi furtado no último dia 20, em um bar de beira de estrada.
Na agência foi constatado que parte dos explosivos usados na explosão não foram detonados. O local foi isolado. O perito Hebert de Mingo, que realizou os trabalhos de perícia, recolheu duas bananas de dinamite e dois cordéis com espoletas detonadoras.
O perito constatou que a detonação foi insuficiente para expor as gavetas do caixa eletrônico. Mesmo com o dano causado ao caixa, os bandidos não conseguiram roubar nada.
Rastreamento
Na sequência, a Polícia Militar seguiu a informação de que os bandidos teriam fugido em direção a Guanhães, pela 758. No rastreamento, encontraram um veículo Fiat Palio fora da pista, que teria se chocado contra o bueiro de decantação de água pluvial. O carro estava localizado há seis quilômetros de Açucena. O Palio placa NCL – 2609 é o mesmo que havia sido roubado na quarta (20), em um bar de beira de estrada.
Além do veículo, foram roubados mais R$ 9 mil em equipamentos e mais de R$ 2 mil em dinheiro. Os indivíduos, após o acidente, teriam deixado o veículo e seguido a pé. Depois de 200 metros, avistaram um senhor entrando em um pequeno sítio para trabalhar. Eles teriam tentado roubar o carro, atirando contra o trabalhador. Mesmo baleado, ele conseguiu fugir com o veículo em direção a Açucena, onde pediu socorro e foi encaminhado para o Hospital de Ipatinga.
Roubo de moto
Enquanto o perito coletava impressões digitais no Fiat Palio, os PM’s receberam uma nova informação. Seis indivíduos teriam tomado uma moto de assalto em Vargem Alegre. Dois deles teriam fugido no veículo, e os outros quatro continuaram o caminho a pé, por uma estrada vicinal, que tem saída em Braúnas, em uma localidade conhecida como Belo Monte, próxima da cidade de Açucena.
A moto foi encontrada depois, na mesma estrada, abandonada. De acordo com testemunhas, um carro teria dado fuga para os integrantes da gangue. Até o fechamento dessa edição, a PM não havia localizado os indivíduos.
O Fiat Pálio foi levado ao pátio de veículos no Taúbas, em Ipatinga, e ficará a disposição do Delegado de Trânsito. Ele será vistoriado, para tentar levantar mais provas e indícios que ajudem a descobrir a identidade dos assaltantes. Em seguida, deverá ser liberado para o proprietário.
Filipinho Branco
Pelas características do roubo, a suspeita recai sobre a Gangue do Filipinho Branco, acusada de vários roubos a caixas eletrônicos na região. Eles são suspeitos de um assalto realizado no último sábado (23), quando dois caixas eletrônicos foram explodidos em Timóteo, e os ladrões levaram R$30 mil e ‘esqueceram’ R$160 mil.
Recentemente, o nome da gangue foi relacionado a um roubo de estabelecimento comercial, quando furtaram o Palio usado neste crime, e ao roubo a uma casa na zona rural de Cocais, quando teriam roubado um Fiat Stilo.
O veículo foi destruído em um acidente no bairro Bethânia, quando se chocou contra o muro de uma residência.
 
Fonte: JVA

PC prende terceiro suspeito da execução de militar

IPATINGA – Por volta das 15h do último domingo (24) a Polícia Civil executou um mandado de prisão no bairro Forquilha, em Ipatinga. O alvo da operação foi Daniel Watson Costa (18), suspeito do assassinato do cabo PM Amarildo, que aconteceu no último dia 08. Daniel junta-se a Wesley Neves Santos Silva (26), mais conhecido como Timirim e Wesley Cândido Drummond (18), conhecido como Caneco, os outros dois co-autores do crime. Os três já estão no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (CERESP).
Segundo o delegado Rodrigo Manhães, a PC já investigava o paradeiro do último foragido há alguns dias e aguardava apenas a emissão do Mandado de Prisão Preventiva, emitido pelo Juiz José Augusto Calais na última sexta (22). “Chegamos a chegar uma informação de que ele estaria em Belo Horizonte. Verificamos todas as possibilidades até encontrarmos o suspeito escondido no bairro Forquilha. Foi um trabalho limpo, de investigação inteligente, que resultou na prisão do Daniel. Inicialmente, não fizemos a prisão em flagrante, como nas outras duas vezes. Ele compareceu, foi ouvido, mas não tínhamos objetos suficientes para manter a prisão. Com mais provas, vimos que ele era um dos autores. Assim, finalizamos o inquérito e pedimos um mandado de prisão preventiva, que foi emitido no final da sexta-feira”, disse o delegado. Na sexta-feira, o pai de Daniel, Sebastião Ludovino de Siqueira foi assassinado em sua casa, em Santana do Paraíso, com duas perfurações no tórax, originados por disparos de arma de fogo. A polícia ainda procura os suspeitos do crime.
Prisão
Daniel não ofereceu resistência à ação dos policiais civis. Ele foi levado para a delegacia e ouvido. Daniel confessou a participação na execução de Amarildo, confirmando pontos já apurados pelo inquérito policial, porém entrando em contradições em alguns momentos. “Ele tenta diminuir a sua participação no crime, dando a entender que ele não teria sido o executor, e sim que estaria vigiando. Segundo ele, os tiros foram dados por Timirim e Caneco. Mas as provas que levantamos até agora dão conta de que ele e Timirim estariam com as armas de fogo e teriam atirado no militar. Não sabemos ainda quem deu o primeiro tiro, mas sabemos que duas armas foram usadas”, revelou o delegado.
Como foi apurado pela polícia e confirmado por Daniel, o crime teria sido planejado dois dias antes da execução, com a compra das armas e munição. Na quinta (07), eles teriam preparado o local. No dia do homicídio eles teriam chegado mais cedo no ponto escolhido e começaram a tocaia. Eles teriam aguardado o cabo, que passa no local com certa frequência, enquanto Caneco ficou de vigia. Foram sete perfurações, sendo quatro na cabeça. Daniel teria sido o responsável por dirigir a moto do policial, que foi furtada do local. No corpo foi encontrado um coldre vazio, dando a entender que a arma do policial também teria sido roubada. “Daniel relatou que ele foi o responsável por ter levado a moto do Amarildo. Foi ele que dispensou a moto, para que não fosse encontrada logo de imediato. O coldre estava lá, mas ainda não conseguimos localizar essa arma. Não estamos falando de um latrocínio, que é um roubo seguido de morte. Se trata de um homicídio mesmo, uma execução. A intenção era matar, não roubar. Essa intenção vinha tomando forma há algum tempo”, explicou Rodrigo.
Um crime com três autores
A pena prevista para o homicídio qualificado é de 12 a 30 anos. Segundo o delegado, os três autores dividiram as ações, mas todos devem ser julgados por homicídio. “O Caneco tem participação tão importante quanto os outros dois. Um homicídio praticado por três autores, com divisão de tarefas. Eles praticaram juntos o mesmo crime. Independentemente de quem atirou, ou quem teria a função de vigiar ou atirar. Todos eles respondem pelo crime na mesma gravidade, foram co-autores e co-responsáveis. Estamos falando de homicídio qualificado, pena prevista de 12 a 30 anos de reclusão.
A dosimetria da pena será feita pelo juiz, no último ato do processo”, disse o delegado.
EquipeA prisão de Daniel foi realizada pela equipe de investigadores comandada pelo Delegado Rodrigo Manhães. São eles os investigadores André, Glauber, Jimmy, Lagisley e Clemente, além do escrivão Rafael. A operação contou também com a ajuda do Vereador e Investigador Ley do Trânsito, atual presidente da Câmara de Vereadores de Ipatinga, que teve participação efetiva no fechamento deste inquérito.
“O Ley continua sendo policial civil e investigador, e esteve com a gente na finalização desse procedimento. Uma equipe imbuída em um objetivo só, fazer bem o seu trabalho. Vamos fazer o necessário para elucidação do crime sempre, independente de quem tenha sido a vítima. Dessa vez foi um policial, mas a elucidação deste caso não é mais importante do que a morte de um cidadão comum, como a do Wallace Junio das Graças (34), executado com seis tiros em dezembro do ano passado. Provamos que o caso era um homicídio, e prendemos os autores. Se houve uma vítima, a delegacia de repressão a crimes contra patrimônio irá investigar”, finalizou o delegado.
Daniel foi encaminhado para o Ceresp onde se juntou a Timirim e Caneco. Eles aguardam em prisão o julgamento.
 
Fonte:JVA
 

MULHER INABILITADA PERDE CONTROLE DE VEÍCULO E CAI NO CANAL DO PRAIA EM ITABIRA



ITABIRA (MG)- Na manhã deste domingo, 24 de fevereiro, Elizabeth Aparecida dos Santos, 32 anos, não conseguiu controlar a direção do Fiat Palio Welkend de cor vermelha, placa GVX-5889, e caiu dentro do canal do bairro Praia.
Elizabeth não possui habilitação, segundo informações colhidas no local ela seguia por volta das 6 horas e 30 min , pela Avenida Li Guerra, no bairro Praia, sentido ao Laboreaux, quando ao passar pela rotatória de frente a Gomes Pereira, subiu no passeio e caiu com o veículo dentro do canal.
O carro parou na posição normal, Elizabeth não se feriu, já o passageiro Almir Duarte Moreira, 54 anos, teve ferimento no rosto, ao bater com a cabeça no para-brisa, Almir negou ser atendido pelo Samu, se comprometendo ir ao Pronto Socorro posteriormente.
O Fiat Palio Welkend não estava com a documentação regularizada, Elizabeth não possui carteira de Habilitação, o carro foi apreendido e rebocado ao patio credenciado do Detran de Itabira.




Bandidos explodiram dois caixas eletrônicos em Timoteo



TIMÓTEO - Na madrugada deste sábado (23), por volta das 02h45, bandidos explodiram dois caixas eletrônicos na Avenida Pinheiro, no bairro Recanto Verde, em Timóteo. Um deles ficou totalmente destruído. Com a explosão, uma lanchonete também foi destruída. A gangue do Filipinho Branco é a principal suspeita da autoria do crime.
O vigilante do posto relatou que foi rendido por três indivíduos. Dois ficaram no pátio do posto, e um, menor, cor morena, armado com um revólver calibre 32, anunciou o assalto. O vigilante foi amarrado com cordas de nylon e levado para o fundo do posto. Ele só ouviu a explosão instantes depois. Após um tempo, ele conseguiu se soltar, mas, como seu celular havia sido levado pelos bandidos, não conseguiu contatar a polícia.
O perito Izaque Vasconcelos compareceu ao local e realizou os trabalhos de praxe. Segundo funcionários de uma empresa de seguros, foi levado pelos bandidos R$29.940,00, de apenas um dos caixas. Do outro, eles não conseguiram levar nada. O que chama a atenção é que algumas das gavetas não foram mexidas, totalizando R$162.970,00 em notas de 10,20 e 50 e 100 que a quadrilha deixou para trás.
Filmagens
Uma filmagem do sistema de vigilância de uma sorveteria flagrou a movimentação dos bandidos. Um indivíduo jovem, alto, de camisa azul e calça jeans, com uma mochila e um objeto com o formato de um bastão em uma das mãos se dirigia aos caixas. Antes, três indivíduos se aproximaram do local a pé, e pouco antes, um veículo aparentando ser um Gol ou um Fox prata passa em frente a eles. Após a explosão, eles evadiram em um veículo que os aguardavam próximo a escola do Limoeiro junto com uma moto Honda Tornado de cor escura. A PM suspeita que o crime tenha o envolvimento da quadrilha de Felipe Moreira Quirino, o Filipinho Branco.

Fonte: JVA
 

‘Gatinha’ do tráfico

SANTANA DO PARAISO – Uma garota de 18 anos foi presa suspeita de tráfico no bairro Industrial. Keroley Andrade Prata foi presa na rua Francisca Felix por volta das 18h na última quinta (21).
A PM recebeu uma denúncia de que a jovem estaria traficando e guardando uma arma para um indivíduo conhecido como Alexandre do Vale do Sol. A PM foi até a casa dela, onde recebeu permissão para executar uma revista. Foram encontrados plásticos de tamanhos variados, com vestígios de que seriam usados para embalar pequenas porções de drogas. A jovem não estava em casa.
Ela estava na rua, com uma mochila, e se dirigia para o ponto final do bairro onde aguardaria um mototaxista, de acordo com uma denúncia anônima. Três viaturas se dirigiram para o local e encontraram Keroley. Uma policial fez uma vistoria na garota, e entre seus pertences foi encontrada uma grande pedra de crack. Ela disse que a pedra pertencia a ela, e que ela estava traficando.
Enquanto ela era presa, seu celular tocava várias vezes. Do outro lado da linha, um indivíduo apelidado de Fin. Ele é conhecido no bairro pelo seu envolvimento com o tráfico, e foi liberado do Ceresp há pouco tempo, cumprindo pena por este mesmo crime. Ela recebeu uma mensagem de texto, falando que deveria esperar em um barraco no bairro Esperança.
A droga, o celular e a garota foram apreendidos e levados para a 1ª DRPC. O delegado Rodrigo Manhães ratificou a prisão em flagrante e a garota foi encaminhada para o Ceresp.
 
Fonte: JVA

Homem é degolado em Ipatinga


IPATINGA – Marcelo Salatiel Marques (31), deficiente físico que trabalhava como ajudante, sempre tirava um tempo para ficar debaixo de uma árvore, próximo ao antigo campo, no Alto do Barra Alegre. Na manhã deste sábado (23), por volta das 10h, ele estava debaixo da árvore, e foi assassinado. A perícia encontrou um profundo corte no pescoço e dois tiros, um nas costas e um embaixo da axila. Ele tem envolvimento com drogas, agressões, além de ser suspeito de homicídio no ano de 2011.
O crime aconteceu próximo ao antigo campo. Segundo o perito Gilmar Miranda, Marcelo Salatiel estava sentado onde fica normalmente, quando foi surpreendido por tiros, sendo atingido nas costas e debaixo das axilas. Mesmo baleado e caído, ele ainda teria lutado contra os autores. As marcas de facadas no braço direito atestam esta tese. Marcelo não tem o braço esquerdo. Ele foi vencido por possivelmente três assassinos, que conseguiram fazer um corte profundo em seu pescoço com uma arma branca. A perícia também cogita que este corte, e a perda de sangue decorrente dele, seria a causa da morte. O tiro abaixo da axila também tem caráter fatal, pela proximidade do projétil com o coração da vítima.
Apreensões
Segundo o Sargento Amorim, o Copom recebeu inicialmente a informação sobre os disparos de arma de fogo. Quando chegaram ao local que tomaram conhecimento do homicídio. Dois suspeitos, um maior e um menor de 17 e uma arma foram apreendidos. A arma é uma garrucha de calibre 22 com duas cápsulas deflagradas. Um menor segue foragido. “As informações e denúncias apontam que três pessoas participaram desse crime. A ex-esposa disse que ele usuário de drogas e fazia uso de bebidas alcoólicas. Vamos seguir com o rastreamento até prender todos os envolvidos”.
O primeiro detido nega participação do crime, porém a declaração dele vai contra a afirmação de testemunhas e de denúncias anônimas. De acordo com os suspeitos, eles tiveram um desentendimento com a vítima, e o assassinaram debaixo da árvore.
No local do crime, a ex-esposa e um irmão de Marcelo acompanhavam o trabalho dos policiais. “Ele estava batendo papo com amigos, como faz todos os dias. Estamos pedindo justiça. Ele não estava sendo ameaçado de morte. Ele deixou dois filhos, de sete e oito anos. Vamos acreditar na justiça e pedir ajuda a Deus”, disse a ex-mulher.
Batoré
Marcelo Salatiel estava envolvido em outro homicídio, que aconteceu no dia 16 de junho de 2011. Na ocasião, o corpo do auxiliar de serviços gerais Claudinei Rosa de Araújo (40), que era mais conhecido como “Batoré”, foi encontrado em uma escadaria na rua José Elias, também no Alto Barra Alegre, há cerca de 20 metros de onde o corpo de Marcelo foi encontrado neste sábado.
Inicialmente, ele era suspeito do crime, chegando até a ser levado para a Delegacia para prestar depoimento. Porém, lá ele passou de suspeito para testemunha, revelando que o assassino um primo seu, que se encontra foragido.
Batoré foi esfaqueado no ombro direito, no abdômen e no tórax.
 
Fonte:JVA

Pai de envolvido no homicídio de cabo da PM é morto


SANTANA DO PARAÍSO - Na noite desta sexta (22), por volta das 19h30, Sebastião Ludovino de Siqueira foi assassinado em sua casa, com duas perfurações no tórax, originados por disparos de arma de fogo. Testemunhas e populares evitaram dar maiores informações sobre o caso, possivelmente com medo de represálias, já que Sebastião é pai de Daniel Wattson Costa (18), foragido da Polícia, suspeito da morte de Amarildo Pereira de Moura (50), militar assassinado no último dia 08.
Segundo informações, Sebastião estava de toalha na mão e se sandálias, quando ouviu que era chamado na entrada da casa. Lá, dois indivíduos em uma motocicleta começaram a disparar no momento em que Sebastião apareceu na porta.
Mesmo baleado, ele tentou se desvencilhar dos tiros, correndo para dentro da casa, onde caiu entre um fogão e o armário da cozinha. O perito Izaque Vasconcelos realizou os trabalhos de praxe. Sebastião foi atingido por tiros no tórax. Foram encontradas várias perfurações de bala nas paredes do imóvel. Ele foi socorrido por uma ambulância do SAMU e levado para o Hospital Márcio Cunha, mas não resistiu aos ferimentos provenientes do tiro.
Pré-crime
Um advogado já havia, há alguns dias, procurado a reportagem do Jornal Vale do Aço, informando que um irmão do cabo Amarildo estava andando pelas ruas do bairro com uma arma de fogo na cintura, exibindo para quem quisesse ver e intimidando os moradores. Esta informação foi repassada também para Policiais Civis e para Policiais Militares, mas nenhuma ação foi realizada em relação a esta denúncia.
Outro irmão do cabo Amarildo, que seria proprietário de um pequeno depósito de material de construção, mora ao lado da casa de Sebastião Ludovino.
Caso Amarildo
Daniel é apontado como o homem que dirigiu a moto do cabo Amarildo no momento da fuga, após o homicídio do policial. Ele foi assassinado na sexta, (08), no Bairro Bom Pastor, em Santana do Paraíso. O oficial foi encontrado com sete perfurações na Avenida Girassol, próximo a dois sítios, em uma área pouco habitada.
As investigações apontaram Wesley Neves Santos Silva (26), mais conhecido como Timirim, como autor dos disparos; Wesley Cândido Drummond (18), conhecido como Caneco, como o responsável por vigiar o momento que o policial passaria.
Porém, colegas da empresa em que Timirim teria começado a trabalhar quatro dias antes do crime afirmaram que ele estava na empresa na hora do assassinato, impossibilitando assim a participação direta dele no crime. Segundo os funcionários, que não quiseram se identificar, e já teriam repassado essas informações para a Polícia Civil, não havia como ele bater o ponto sem estar na empresa, e o tipo de trabalho que ele executava o impedia de sair do local. Mesmo esses dados não descartam a participação de Timirim no homicídio, sendo possivelmente o arquiteto e mandante do crime.
 
Fonte:JVA

Traficantes acertam contas e matam usuário


SANTANA DO PARAÍSO – Um homem chamado Ueliezi Rodrigues Santos (28), foi morto no Residencial Paraíso, conhecido antigamente como ‘Minas Caixa’. O crime aconteceu por volta das 14h, na rua Aracaju, e teria como motivador uma dívida referente ao tráfico de drogas.
A vítima chegou de bicicleta em um bar na rua do homicídio. Ele pediu uma porção e duas pingas. Quando ele estava fazendo o consumo do pedido. Dois indivíduos chegaram na porta do bar, o chamaram. Lá fora, foi alvejado por disparo de arma de fogo. Segundo populares, eles ouviram cinco estampidos de arma de fogo. A vítima saiu correndo da porta do bar, tentando escapar da morte, e veio a cair no meio da rua. De acordo com o perito Gilmar Miranda, ele recebeu um tiro no rosto, um no tórax, do lado esquerdo, próximo ao coração, e outro nas costas. Os bandidos deixaram uma moto Falcon 400, de cor preta, ligada nas imediações do bar, e fugiram nela.
No rosto da vítima havia varias lesões, aparentemente de envolvimento com brigas, provavelmente de uma briga de um dia atrás. De acordo com informações de policiais militares de Santana do paraíso, a vítima tinha registro de pequenos furtos, e era usuário de droga. E que o crime estaria ligado a um acerto de contas.

Fonte: JVA

Esclarecimento sobre o Prêmio Produtividade

Clique na Imagem e saiba mais!

DEPUTADO CABO JÚLIO CONSEGUE VERBAS PARA REFORMA DE 30 DESTACAMENTOS


Deputado CABO JÚLIO e o Presidente do CSCS 
O Deputado Estadual CABO JÚLIO conseguiu inserir no orçamento do Estado de Minas Gerais R$ 1.500.000,00 ( Hum milhão e meio de reais) para serem usados na reforma de destacamentos da Polícia Militar de Minas Gerais. 
O montante será destinado aos locais que estiverem em piores condições físicas. Trinta destacamentos serão escolhidos em uma lista de cem cidades que será enviada pelo Comando Geral ao parlamentar. O objetivo segundo CABO JÚLIO é oferecer um ambiente de trabalho digno para o policial militar e um atendimento mais qualificado para a sociedade. "A ideia é fazer esta escolha em parceria com o Comando Geral e o CSCS, com uma avaliação criteriosa das necessidades", ressalta CABO JÚLIO. 
Hoje o Deputado se reuniu com o Presidente do Centro Social dos Cabos e Soldados (CSCS) CABO COELHO para definir como será a distribuição destes recursos e os critérios para a indicação. 
"Como Presidente do CSCS tenho viajado pelo Estado e verificado que em algumas cidades a situação dos destacamentos é precária", afirma CABO COELHO.

PM é esfaqueado no pescoço por amigo que tentou roubar revólver em BH


Um policial militar foi esfaqueado no pescoço por um amigo que tentava pegar sua arma nesta sexta-feira (22) no bairro Ipiranga, região nordeste de Belo Horizonte. Os dois estavam na casa do militar Vitor Moreira da Silva, 28 anos, na rua Conde de Monte Cristo. Ao deixar a casa, às 4h, Adriano Rodrigues de Souza, 22 anos, pensou que o amigo dormia e voltou ao imóvel para pegar o revólver.

Vitor o surpreendeu tentando furtar uma pistola .40 e tentou impedir. Adriano se armou com uma faca de 7 cm e golpeou o pescoço do policial antes de fugir. Vitor foi encaminhado em estado grave para o Hospital João 23.

Policiais da 22ª Cia encontraram o suspeito com as mãos feridas, por conta da luta. Ele se negou a depor e foi preso em flagrante por roubo qualificado. Segundo o delegado Weser Ferreira, da 2ª Delegacia Leste, Adriano já foi preso por roubo e uso de drogas.

Realmente foi uma infelicidade do PM ter mantido uma relação de 'amizade' com tal pessoa, que agora está presa.

Adriano foi levado para o Ceresp São Cristóvão. O batalhão em que o policial está lotado não foi informado pela corporação. Segundo a Fhemig, o estado de Vitor é estável.

R7/ BLOG DO ESTEVES

Promotor é demitido por dar 'carteirada' em clube de strip-tease


Ari Pregen tentou entrar de graça em clube de Miami.
Gerente do clube de strip prestou queixa contra o promotor.

Do G1, em São Paulo
69 comentários
Ari Pregen tenou usar o cargo para entrar sem pagar em clube de strip (Foto: Reprodução)Ari Pregen tentou usar o cargo para entrar
sem pagar em clube de strip (Foto: Reprodução)
Um promotor de Miami (EUA) foi demitido depois que tentou usar de sua posição para ter acesso gratuito e descontos em um clube local de strip-tease, segundo reportagem do jornal "Sun-Sentinel".
O gerente do clube Gold Rush prestou queixas às autoridades locais depois que o promotor Ari Pregen teria intimidado funcionários ao mostrar seu distintivo de promotor para poder entrar sem pagar no clube de strip-tease.
Pregen admitiu o comportamento inadequado e pediu desculpas. Apesar disso, ele acabou demitido.

Sargento Rodrigues apresenta PEC para moralizar Tribunal de "Justiça" Militar


O deputado Sargento Rodrigues apresentou nesta terça-feira, 19/02, uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC), com o objetivo de alterar o parágrafo primeiro do Artigo 110 da Constituição do Estado, relativo à organização do Poder Judiciário da Justiça Militar.
A PEC que vem sendo elaborada e discutida pelo deputado Sargento Rodrigues desde o ano passado, caso aprovada, irá corrigir uma falha na Constituição que, segundo o parlamentar, é “gritante”. A norma atualmente permite que  as nomeações feitas pelo governador do Estado, Antonio Anastasia,  ao posto de Juízes da Justiça Militar ocorram sem o crivo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais e sem exigir, principalmente,  que as pessoas indicadas tenham um notável saber jurídico, bem como uma reputação ilibada.
Sargento Rodrigues, que discursou 13 minutos na Tribuna da Assembleia, durante Reunião Ordinária desta tarde, esclareceu tamanha necessidade de mudança, pontuando casos já vistos de impunidade por parte do Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais, que, segundo o deputado, o nome mais correto seria “Tribunal de Injustiça Militar” ou ainda “Casa dos Compadres”.
Para fundamentar tamanho atraso na Constituição vigente em Minas, Rodrigues ressaltou o Artigo 101, da Constituição Federal. A lei define que para escolher os Ministros do Supremo Tribunal Federal, é necessário notável saber jurídico e reputação ilibada. Trazendo ainda, no parágrafo único, a determinação de que a nomeação dos Ministros do STF, pelo Presidente da República, só é feita, após aprovada escolha pela maioria absoluta do Senado Federal.
Indignado com essa situação que se arrasta por anos, Rodrigues desabafa dizendo que o Tribunal de Justiça Militar só condena os policiais militares que estão nas ruas. “Se o policial cometeu um crime militar, for julgado pela Auditoria Militar  e levado ao Tribunal de Justiça Militar, se for praça, será condenado. Mas, se esses militares forem oficiais, a  certeza é que teremos muita dificuldade em ver uma condenação”. E completa: “Esses, para receberem uma condenação, têm que fazer muita lambança, mesmo assim, se a imprensa estiver vigilante, denunciando, caso contrário, tudo é arquivado, feito no compadrio, por debaixo dos panos”.
A proposta de Emenda a Constituição recebeu 34 assinaturas e segue agora para apreciação em Comissão Especial que será designada pela casa.
Foto: Willian Dias/ALMG/SITE  SGT RODRIGUES

Negociações em penitenciária que está 18% acima da capacidade são retomadas

Negociações em penitenciária que está 18% acima da capacidade são retomadas, após conversa informal

Negociações em penitenciária que está 18% acima da capacidade são retomadas Eugênio Moraes
Antes de serem iniciadas as negociações com os detentos rebelados da penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH, policiais conversaram informalmente com os presos. A informação é da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) divulgada em nota nesta sexta-feira (22) e que dava conta também do horário em que foram retomadas, oficialmente, as negociações com os detentos: às 10h, ou seja, 25 horas depois do início da rebelião. A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) descartou que a hipótese levantada nesta manhã por parentes e amigos dos presidiários do lado de fora da unidade de que os rebelados tivessem feito outros cinco presos reféns.

As conversas para entrar em um acordo entre a polícia e os cerca de 90 presos mobilizados na ação, que mantém uma professora e um agente penitenciário reféns, foram interrompidas às 0h45 desta sexta e retomadas nesta manhã, conforme a Suapi. A penitenciária Nelson Hungria está 18% acima da capacidade. A unidade tem capacidade para 1.664 detentos, mas atualmente, 1.970 estão encarcerados no Complexo. O líder da rebelião foi identificado como Daniel Augusto Cypriano. Ele cumpre pena por dois roubos e um homicídio há dez anos na penitenciária. O preso  deu uma entrevista ao vivo para a rádioItatiaia. A Seds informou que vai apurar o uso de celulares de dentro da unidade.

A ação é realizada pela Polícia Militar em conjunto com o Comando de Operações Especiais (Cope) do Sistema Prisional. Os 90 detentos envolvidos continuam sem luz, além disso, eles não comem desde a quinta-feira. Pelo menos 210 militares e 30 agentes do Cope participam das negociações.
Um gabinete de crise foi montado no local, com a presença de autoridades da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi), Polícia Militar e Polícia Civil.
Dentre os detidos na penitenciária Nelson Hungria estão o goleiro Bruno Fernandes, Frederico Flores, apontado como líder do “Bando da Degola”, Marcos Antunes Trigueiro, o homem que ficou conhecido como “Maníaco de Contagem”. Nenhum desses estaria, contudo, na ala onde ocorre a revolta dos presos. O promotor Henry Vasconcelos, que acompanha o caso do goleiro, esteve na unidade prisional nesta quinta-feira para ter notícias do réu.